Terça-Feira, 14 de Julho de 2020 - 13:15 (Política)

L
LIVRE

Governo exonera secretário adjunto de Mário Frias na Secretaria Especial de Cultura

Pedro José Vilar Godoy Horta, que havia sido exonerado uma vez na gestão de Regina Duarte, foi renomeado em junho, e exonerado nesta terça-feira (14), menos de um mês depois.


Imprimir página

Um dos primeiros nomeados pelo novo secretário nacional de Cultura do governo federal, Mário Frias, foi exonerado do cargo nesta terça-feira (14). Edição do "Diário Oficial da União" (DOU) publicada na madrugada traz a exoneração de Pedro José Vilar Godoy Horta do cargo de secretário especial adjunto da Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo.

A exoneração foi assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Braga Netto. Ainda não foi nomeado um substituto.

É segunda vez que Pedro José Vilar Godoy Horta foi exonerado do mesmo cargo. Ele foi escolhido para chefiar o gabinete de Regina Duarte no período em que ela foi secretária nacional de Cultura, mas exonerado no dia 15 de maio. Horta voltou a ser nomeado novamente em 19 de junho, na mesma edição do DOU que nomeou Mário Frias, quatro dias antes da posse do novo secretário especial.

Frias, de 48 anos, é o quinto secretário de Cultura do governo federal em 17 meses. Nesse período, a Secretaria de Cultura já passou pelo comando de: Regina Duarte, Roberto Alvim, Ricardo Braga e Henrique Pires (clique no nome do ex-secretário para relembrar o que motivou a saída).

Fonte: G1

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias