Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020 - 16:43 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

Madeireiros são alvos de operação da PF que apura desmatamento ilegal e invasão de terras indígenas de RO

Além do combate à extração ilegal de madeira a operação tem como objetivo preservar as comunidades indígenas que tiveram suas casas ameaçadas e ainda sofreram risco de contágio pelo novo coronavírus.


Imprimir página

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (8), a Operação Êxodo para prender integrantes de uma organização criminosa responsável pela exploração ilegal de madeiras de Terras Indígenas, principalmente na Terra Tubarão-Latundê, no município de Chupinguaia (RO).

Além do combate à extração ilegal de madeira a operação tem como objetivo preservar as comunidades indígenas que tiveram suas casas ameaçadas e ainda sofreram risco de contágio pelo novo coronavírus.

Serão cumpridos sete mandados de prisão temporária e 32 mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 3ª Vara da Justiça Federal em Porto Velho. Cerca de 90 policiais federais atuam na operação que se estende a várias cidades de Rondônia, incluindo: Vilhena, Chupinguaia, Espigão do Oeste, Ji-Paraná, Cacoal, Colorado do Oeste e Pimenta Bueno.

Até o momento, o dano ambiental contabilizado passa dos R$ 50 milhões, gerados a partir da retirada ilegal de madeiras nobres, resultado do desmatamento mais de aproximadamente 4 mil hectares de áreas indígenas.

No final da manhã desta quarta (8), a PF informou que foi preso um ex-servidor público federal que já havia sido investigado por corrupção.

Fonte: JARUONLINE

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias