Quarta-Feira, 08 de Julho de 2020 - 12:16 (Meio Ambiente e Ecologia)

L
LIVRE

MP e parceiros intensificam ações de combate a queimadas para evitar agravamento da pandemia em Cacoal

Conforme ressaltou no encontro, a fumaça resultante de queimas provoca aumento significativo de problemas respiratórios e amplia o número de pacientes que buscam atendimento médico


Imprimir página

O Ministério Público de Rondônia realizou reunião virtual com integrantes de órgãos ambientais e de segurança do Estado e Município de Cacoal, com o objetivo de definir estratégias, propostas e ações para execução do Projeto intitulado "Todos no Combate às Queimadas Urbanas. Adote Essa Ideia, Seja Parceiro!', desenvolvido desde 2011 na cidade, pela Promotoria de Justiça local.

Durante a reunião, a coordenadora do Projeto, Promotora de Justiça Valéria Giumelli Canestrini, destacou a preocupação dos órgãos com o aumento de queimadas, prática que torna ainda mais crítica a situação da saúde na região, em razão da pandemia do coronavírus (covid-19).

Conforme ressaltou no encontro, a fumaça resultante de queimas provoca aumento significativo de problemas respiratórios e amplia o número de pacientes que buscam atendimento médico. Estes, por sua vez, ficam mais vulneráveis ao contágio por covid-19. Outro desafio citado pela integrante do MPRO é a falta de estrutura do sistema de saúde para o atendimento dessa demanda.

Na reunião, realizada por meio da plataforma Microsoft Teams, a Promotora de Justiça reforçou que o momento exige a soma de forças para inibir, combater e controlar as atividades nocivas das queimadas, em especial aquelas realizadas em perímetro urbano, podendo configurar o crime de poluição, nos termos do artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais – 9.605/1998.

Para melhor empreender as ações de combate em âmbito local, a Integrante do Ministério Público conversou com os participantes sobre termo de cooperação técnica, assinado entre os parceiros do projeto, que contempla, dentre outras medidas, a realização de fiscalização, blitze, campanhas de conscientização da população, inclusive, com disponibilização de material digital em mídias, monitoramento, mapeamento de queimadas, utilizando-se drones, GPS, além de aplicativos digitais como canais de denúncia, em especial o "Guardiões da Amazônia".

Participaram da reunião, os representantes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Vilmar Kemper e Francisco Nóbrega da Silva Filho; Jonathan Moreno Silva, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental; Cap. BM Edmar Melo Braga, do Corpo de Bombeiros; e Cap. PM João Carlos Rodrigues Matos e Cap. PM Leandro Teles, ambos da Polícia Militar.

Fonte: Departamento de Comunicação Integrada (DCI/MPRO)

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias