Terça-Feira, 07 de Julho de 2020 - 18:09 (Colaboradores)

L
LIVRE

Fernando Máximo, dedico esse artigo a você, força nunca lhe faltou e medo nunca lhe brotou. Rememorizando suas conquistas

Trago aqui algo que há 6 anos te emocionava e também muitos tantos rondonienses.


Imprimir página

Fernando Máximo, seu nome, de um Santo Ibérico que uniu povos que se odiavam (Reconquista século XIII). Seu sobrenome já diz tudo, Máximo, do latim clássico: "maximum" que significa intenso.

Dedico esse artigo em vossa homenagem. Antes de ser o escolhido pelo Senhor Governador do Estado Marcos Rocha para assumir a empreitada da Secretaria de Saúde, seu nome e sua história estavam consolidadas pelo seu brilhante trabalho em prol da população.

Assumiu o cargo de médico em 2003 e durante a última década, prestou trabalhos relevantes em cirurgias à população, palestras em instituições de ensino, o programa Conversando com Doutor na SICTV entre tantos predicados que vossa pessoa carrega em sua alma e espírito.

Nunca vi um secretário de saúde nesses Brasis tão engajado na luta contra a Covid19. Está em exaustão total e fica repleto em seu olhar cansado e esperançoso. Da distribuição dos kits contra essa praga chamada Coronavírus até a visita aos leitos com os pacientes na UTI em processo de recuperação, Fernando Máximo nunca deixou sua missão ser vencida pelo cansaço ou pelo jogo da política que diariamente o acusa de inerte e outros adjetivos ruins que creio, lhe deram mais força do que a fraqueza do corpo e do espírito.

Em 23 de julho de 2013, Fátima Bernardes em seu programa diário da Rede Globo, mostrou um médico arrojado, destemido e corajoso que trabalhava até 16 horas diárias entre cirurgias e atenção aos pacientes no Pronto Socorro João Paulo II.

Depois de 2013 vieram os multirões de cirurgia comandados pelo médico Fernando Máximo que cumpria muito além de sua carga horária como médico do Estado de Rondônia.

Trago aqui algo que há 6 anos te emocionava e também muitos tantos rondonienses. A carta recebida por uma ex-paciente, em agradecimento ao atendimento prestado, quando a mesma encontrava-se enferma no Hospital da Unimed-RO, com Pancreatite Necrozante Hemorrágica.

Deusdina Gonçalves dos Santos deu entrada na unidade de atendimento no dia 4 de abril de 2014 e foi submetida a uma cirurgia de urgência por Fernando Máximo, que ficou acompanhando de perto a evolução da recuperação da paciente durante 27 dias, assim como é relatado na carta abaixo.

Deusdina ainda reconhece na carta que as possibilidades de ela sobreviver eram mínimas, mas que devido aos cuidados prestados pelo médico, isso acabou sendo possível. A ex-paciente também relata que foi submetida uma segunda cirurgia, para a retirada da vesícula que continha pedras, causadoras da pancreatite.

- Os cuidados dispensados pelo Dr. Fernando permanecerem durante a minha recuperação dessa segunda cirurgia, sempre muito atencioso, e preocupado com a evolução do meu tratamento. (Trecho escrito por Deusdina)

Emocionado com a carta e com a homenagem realizada pelo Cremero, o médico Fernando Máximo contou que ficou surpreso quando foi chamado para comparecer na autarquia e que pensou que se tratava de alguma denúncia. “Levei um grande susto quando recebi o telefonema. Quando o Conselho liga nos convocando, nós pensamos que se trata de alguma denúncia ou algo ruim, mas fiquei muito feliz em saber que era por causa da carta de agradecimento de uma ex-paciente minha”, ressaltou Fernando.

O Conselho de Medicina ao tomar conhecimento da dedicação e presteza do médico Fernando Máximo lhe agraciou com uma honraria pela manifestação da ex-paciente salva.

Fonte: VICTORIA ANGELO BACON

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias