Sexta-Feira, 26 de Junho de 2020 - 16:50 (Polícia)

L
LIVRE

Após gritaria e discussão, mulher é jogada do 12º andar de prédio em Niterói

• Feminicídio seguido de suicídio: mulher é jogada pelo namorado do 12º andar de prédio residencial em Niterói. Vizinhos ouviram pancadaria e pedidos de socorro antes do crime


Imprimir página

NITEROI  (RJ) - A Polícia Civil afirmou, nesta sexta-feira (26), que Rosângela Pinto, de 52 anos, foi jogada pelo namorado do 12º andar do prédio onde morava em Niterói (RJ). Elias da Silva, autor do crime, se atirou em seguida.

“Eu estava vendo a novela, quando me assustei ao ouvir os pedidos de socorro vindo do apartamento. Foi assustador!”, disse uma vizinha. O crime aconteceu na noite de ontem.

Segundo a Polícia Militar, uma equipe foi acionada por moradores que teriam escutado o som da briga vindo do interior do apartamento de Rosângela. Quando os policiais chegaram ao local, encontraram o casal morto.

De acordo com informações da Delegacia de Homicídios de Niterói, Itaboraí e São Gonçalo (DHNSG), responsável pela investigação, o caso é classificado como feminicídio seguido de suicídio.

Segundo a DHNSG, os dois viviam juntos, mas não eram casados e estavam sozinhos no imóvel no momento do crime. De acordo ainda com a DHNSG, o casal tem dois filhos de relacionamentos diferentes.

Não há informações ainda se a mulher teria sido arremessada já morta, desmaiada ou consciente. “A unidade aguarda ainda o laudo do exame de necropsia”, informou a Polícia Civil por meio de nota.

O corpo da vítima chegou a bater em um muro durante a queda e as pernas se soltaram, caindo uma na piscina e uma no telhado, de acordo com a PM.

Moradores da região relataram pelas redes sociais um forte barulho, como sendo de uma explosão. O motoboy Jhonatam Oliveira, de 21 anos, passava pela rua no momento das quedas e disse ter escutado ao menos três pancadas e gritos. Ele estava a caminho de uma entrega e relatou o nervosismo.

“Foi surreal. Eu sou entregador e estava passando na hora. Fiquei muito nervoso. Eu vi um vulto descendo do prédio e depois só ouvi barulhos. Cheguei a ver a mulher. Ela caiu em cima de um hortfruit, não caiu na rua. Eu parei e os vizinhos gritavam. Foi muito alto”, relatou.

A moradora Joseane Meireles também desabafou: “Gente, acabei de ver duas pessoas caindo de um prédio, esquina Álvares de Azevedo com Moreira César. Muita gritaria. Nunca mais vou esquecer do que vi. Desespero total”.

A vítima morava sozinha e recebia a visita dos filhos aos finais de semana. A polícia afirmou que o interior do apartamento constava sinais de briga, já que estava revirado.

Fonte: pragmatismopolitico

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias