Terça-Feira, 23 de Junho de 2020 - 16:07 (Saude)

L
LIVRE

Por que a diabetes é tão perigosa para doentes de covid-19

É preciso ter cuidado, especialmente para quem tem diabetes tipo 1 ou tipo 2


Imprimir página

Estudos iniciais mostraram que cerca de 25% das pessoas que foram ao hospital com infecções graves por COVID-19 tinham diabetes. Aqueles com diabetes eram mais propensos a ter complicações graves e a morrer pelo vírus. Uma razão é que o açúcar elevado no sangue enfraquece o sistema imunológico e o torna menos capaz de combater infecções. Saiba mais aqui.

Seu risco de infecção grave por coronavírus é ainda maior se você também tiver outra condição, como doenças cardíacas ou pulmonares.

O Brasil tem cerca de 32 milhões de pessoas com diabetes e pré-diabetes no país. A doença é hoje a quarta causa de mortes em mulheres e quinta causa de mortes em homens. Trata-se da principal causa de insuficiência renal crônica e cegueira por aqui, além da segunda causa de amputações.

Se você for infectado pelo coronavírus, a infecção pode aumentar o risco de complicações do diabetes, como cetoacidose diabética (CAD). Isso acontece quando altos níveis de ácidos chamados cetonas se acumulam no sangue.

Algumas pessoas que pegam o novo coronavírus têm uma resposta perigosa em todo o corpo, chamada sepse. Para tratar a sepse, os médicos precisam gerenciar os níveis de fluidos e eletrólitos do seu corpo.

Se tem diabetes e ficar doente, a melhor recomendação é permanecer em casa. Verifique o açúcar no sangue com mais frequência do que o habitual. A COVID-19 pode reduzir seu apetite e fazer com que você coma menos, o que poderia afetar seus níveis. Você também precisa de mais líquidos do que o habitual quando está doente. Mantenha a água por perto e beba-a com frequência.

Alguns medicamentos de venda livre que aliviam sintomas de vírus como febre ou tosse podem afetar seus níveis de açúcar no sangue. Altas doses de aspirina ou ibuprofeno podem diminuir os níveis de açúcar no sangue.

O acetaminofeno pode causar leituras falsamente altas em um monitor de glicose contínuo. Muitos medicamentos para tosse líquida e resfriado são ricos em açúcar, o que pode aumentar seus níveis de açúcar no sangue.

Antes de tomá-los, verifique com seu médico ou equipe de diabetes. Informe o seu médico se você os tiver tomado e seus açúcares no sangue estiverem fora de controle.

Fonte: Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias