Terça-Feira, 23 de Junho de 2020 - 11:57 (Colaboradores)

L
LIVRE

Lenha na fogueira: CENTENÁRIO da brincadeira de Boi Bumbá

Por falar em live, amanhã dia de São João, as 19 horas, estarei transmitindo a MINHA festejando o CENTENÁRIO da brincadeira de Boi Bumbá em Porto Velho.


Imprimir página

Chegou a hora de passar fogueira, de dançar quadrilha e brincar boi bumbá...


Se não fosse o coronavírus, com certeza, na noite de hoje 23 de junho, véspera de São João, os rojões e os arraias juninos, pipocariam pelos quatro cantos da cidade, com dança de grupos de quadrilhas e bois bumbás.


Talvez em alguma casa, a gurizada teria o prazer de brincar ao redor de uma fogueira, acesa no terreiro e quem sabe, um grupo de quadrilha ou de boi bumbá, dançaria em algum momento, enquanto todos degustariam comidas típicas como mungunzá, bolo de macaxeira, aluá e tantas outras.


Bom, como nada disso é possível, vamos nos conformar com os arraiais ou festas juninas virtuais que estão acontecendo por esse Brasil afora, em forma de lives apresentadas por vários artistas, de renome.


Por falar em live, amanhã dia de São João, as 19 horas, estarei transmitindo a MINHA festejando o CENTENÁRIO da brincadeira de Boi Bumbá em Porto Velho.


Na ocasião contarei a história da brincadeira em Porto Velho e essa história, será intercalada com o canto de TOADAS.


A live será transmitida diretamente da minha casa, através da nossa página no facebook.com/silvio.santos.9028.


Também será transmitida pela funcultural de Porto Velho segundo meu amigo Rodrigo Moraes.


Lembrando que a live será apresentada amanhã, dia 24, a partir das 19 horas.


Voltando ao mundo de desencontros entre nossas autoridades constituídas, sobre quem está fazendo alguma coisa, para proteger nossa população do coronavírus.


No final da semana passada, o prefeito Hildon Chaves resolveu chutar e pau da barraca e o bicho tá pegando.


Ta pegando porque o que se tinha conhecimento até então, era que a Secretaria de Saúde de Rondônia, estava fazendo superesforço para dotar o sistema de saúde de equipamentos, aptos a atender a população em especial os infectados com a Covid 19.


Depois da fala do prefeito em diversos canais de comunicação, a população de Porto Velho ficou sabendo que está à mercê do salve-se quem puder.


Enquanto eles brigam, continuamos perdendo amigos para o novo coravírus, como foi o caso do amigo MARANHÃO.


Maranhão é o apelido do Valter José do Carmo, pai do deputado estadual Sargento Eyder Brasil e irmão do nosso amigo e colega Edson dos Anjos que há muito tempo é diretor de jornalismo na Rádio Caiari. Maranhão estava com 74 anos, e foi mais uma vítima de covid-19.


Aos Amigos Eyder Brasil e Edson dos Anjos, nossas condolências.


Outra nota triste diz respeito a perda por falecimento da Rosângela (Ciranda), irmão do nosso querido amigo, editor do Portal Gente de Opinião Luiz Carlos carinhosamente chamado de Luka.


Rosângela estava lutando contra um câncer de mama no Hospital do Amor. Ontem não resistiu e foi para o lado de Nosso Senhor. Que Deus ilumine sua maravilhosa alma e conforte o coração de toda família.


E os caras fazendo política com a vida da nossa população. "É o fim da rosca"

Fonte: Zé Katraca - NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias