ESTADO BOLIVIANO QUE FAZ FRONTEIRA COM GUAJARÁ-MIRIM ENTRA EM COLAPSO E CONTRATA MÉDICOS COM URGÊNCIA

Vale lembrar que Guayaramerín fechou as suas fronteiras com o município rondoniense, há alguns dias.
Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020 - 17:40

Por Wanglézio Braga
Da redação do News Rondônia

Fazendo fronteira com a cidade rondoniense de Guarajá-Mirim, o município de Guayaramerín, na Bolívia, pode entrar em colapso a qualquer momento por conta do aumento de casos de Covid-19. A prefeitura da cidade anunciou a contratação emergencial de médicos e enfermeiros que querem trabalhar no hospital da cidade. Guayaramerín faz parte do departamento de Beni, um dos mais atingidos pela infecção da doença naquele país, por lá o sistema de saúde precário entrou em ruínas, superlotação.

À escassez de profissionais de saúde no departamento é evidente nas unidades de saúde, o que prejudica no trabalho do atendimento às vítimas. A prefeitura não divulgou a quantidade de vagas para o processo de contratação emergencial, mais pede aos profissionais, em caráter de urgência, que envie a documentação como título acadêmico e quitação com órgãos sindicais até o dia 27 de maio (quarta-feira).

Até este domingo (24), Beni registrou 1097 casos confirmados de Covid-19, 256 casos suspeitos, quatro pessoas curadas e 71 mortes.

Vale lembrar que Guayaramerín fechou as suas fronteiras com o município rondoniense, há alguns dias. A região é um importante centro comercial entre Brasil e Bolívia, o que aquece a economia dos dois lados. O rio Beni é responsável pela separação do território das cidades “gêmeas”.

Do lado de cá, em Guajará-Mirim, a situação também não é das melhores. Segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde de Rondônia, existem 117 casos positivos de Covid-19 e 19 mortes. O número de mortos é o segundo maior de todo o estado de Rondônia, só perde para Porto Velho que registrou 79.   

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.