MENINA DE 12 ANOS QUE DENUNCIOU PADRASTO POR ASSÉDIO DIZ QUE SE CONFUNDIU; ACUSADO É OUVIDO E LIBERADO

Garota e a mãe, junto com o homem, foram levados para a Unisp pela PM
Terça-Feira, 28 de Abril de 2020 - 09:48

Vilhena, RO - Uma menina de 12 anos acusou o ex-padrasto de ter cometido assédio contra ela na madrugada do domingo, 26, e foi levada para a Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública), em Vilhena, junto com a mãe e o acusado.

De acordo com a denúncia, a garota teria dito para a mãe que o homem acariciou seus seios, e que estaria com medo. Diante da situação, a Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e foi até a casa onde a família mora. Porém, a mãe também foi acusada de Abandono de Incapaz.

Na Unisp, a adolescente entrou em contradição sobre sua versão e alegou ter ficado confusa com a situação, e que não foi molestada. Ela afirmou que apenas se desesperou quando acordou e viu o homem lhe puxando pela cintura.

Já o acusado negou e apresentou provas de que, no momento da denúncia, estava jogando Free-Fire. Os dados foram juntados ao inquérito policial.

Depois de serem ouvidos pelo delegado de Polícia Civil, Alirio Avelino da Silva Junior, a mãe e o ex-padrasto foram liberados, já que pelos elementos apresentados não poderia ser feita a prisão em flagrante. O caso será investigado pela DEAM (Delegacia Especializada em Assistência Mulher, a Criança e ao Adolescente).

Fonte - 015 - Folha do Sul online

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.