LENHA NA FOGUEIRA: PARALIZAÇÃO DA CONSTRUÇÃO DO CENTRO DE CONVENÇÃO DE RONDÔNIA, MAIS CONHECIDO COMO ‘CIDADE DA CULTURA’

Em virtude da descoberta que o terreno do Parque dos Tanques onde até o ano passado aconteceu o Arraial Flor do Maracujá, no passado, abrigou um grande LIXÃO.
Terça-Feira, 14 de Abril de 2020 - 10:11

A bomba da semana, é a paralização da construção do Centro de Convenção de Rondônia, mais conhecido como "Cidade da Cultura", no Parque dos Tanques.

Já não bastasse a pandemia provocada pelo novo coronavírus, agora vem a notícia de que o Terreno do Parque dos Tanques onde até o ano passado aconteceu o Arraial Flor do Maracujá, no passado, abrigou um grande LIXÃO.

Em virtude dessa descoberta, a empresa contratada para proceder a construção praticamente abandonou a obra.

Vale salientar que a empresa que montou o canteiro de obra no Parque dos Tanques e estava trabalhando a construção da Cidade da Cultura, não tem nada a ver com o estudo, que deveria ser realizado, sobre as condições do seu subsolo.

Quem recebeu para desenvolver esse estudo, foi a empresa contratada para desenvolver o Projeto Arquitetônico da Cidade, assim como realizar estudos sobre a viabilidade da construção naquele terreno e segundo o superintendente da Sejucel Jobson Bandeira não o fez.

Acho que a empresa contratada para realizar o serviço que não realizou, deveria arcar com os prejuízos que por acaso, venham causar ao governo estadual e federal uma vez, que os recursos já depositados na Caixa Econômica Federal são oriundos do Ministério do Turismo via emenda parlamentar.

Pelo que podemos observar nas fotografias feitas na escavação do local, dificilmente aquela área será liberada para abrigar a construção da Cidade da Cultura.

Agora o que todos temos que ficar esperando, é a suspensão da quarentena, para saber se o Parque dos Tanques abrigará ou não a Cidade da Cultura.

Primeiro, temos que ficar torcendo, para que a pandemia provocada pelo novo coronavírus passe o mais breve possível.

Pois, enquanto durar a quarentena, nada poderá ser feito a respeito do assunto. Até porque, todos os órgãos do governo, estão voltados para as ações relativas ao combate a Covid + 19.

Outra coisa que está deixando o portovelhense preocupado, é a onda de violência que está tomando conta da cidade.

No final da semana que passou, os órgãos de segurança, registraram 8 ocorrências, com seis tentativa de homicídio e dois assassinatos.

Entre estes, o do Beto Andreoli que foi brutalmente assassinado na madrugada de domingo, com 10 facadas.

Beto é filho do empresário da comunicação Paulo Andreoli proprietário de jornal eletrônico.

Um policial militar também foi assassinado em Porto Velho.

A violência ta matando mais que o Covid +19 em Porto Velho e olha que a polícia não tem dado trégua aos bandidos.

Vamos pedir a Deus, que abrande o coração desse povo. Porto Velho não merece tamanha dose de violência.

Já basta a preocupação com o novo coronavírus.

Por isso recomendamos: Lave as mãos com água e sabão, utilize álcool em gel e se for sair, coloque máscara.

Fonte - 015 - Silvio Santos/NewsRondonia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.