PESQUISADORES DA UNIR ANUNCIAM TESTES DE REMÉDIO PARA COVID -19 COM PLANTAS DA AMAZÔNIA

Segundo Casseb, substâncias de uma dessas plantas são utilizadas, também, por pacientes com HIV e H1N1 (Síndrome Respiratória Aguda).
Segunda-Feira, 13 de Abril de 2020 - 10:35

Por João Albuquerque

Na corrida contra o tempo para se encontrar o mais rápido possível um tratamento capaz de deter o avanço da covid-19, pesquisadores do Grupo de Pesquisa em Tecnologia e Inovação da Universidade Federal de Rondônia acabam de anunciar substâncias extraídas de plantas da Amazônia como candidatas a testes de medicamentos com perspectiva de combater o novo coronavírus, responsável pela pandemia mundial.

O professor Doutor Almeida Casseb, que é biólogo da Unir, observou a estrutura química de princípios ativos extraídos de plantas da Amazônia e os relacionou com ações antivirais, antiinflamatória e regulatória cardíaca, levando em consideração sintomas de pacientes graves do covid-19.

Para essa nova fórmula, foram identificadas substâncias obtidas de três plantas, entre mais de trinta espécimes catalogadas em mais de três décadas de estudos pelos pesquisadores Júlio Militão e Valdir Facundo, que são professores doutores do Departamento de Química da Unir.

Conforme os três docentes, as plantas selecionadas para o desenvolvimento desses medicamentos já são utilizadas com sucesso por populações tradicionais da Amazônia na cura de doenças que apresentam sintomas como febre, dor de cabeça e dores estomacais.

Segundo Casseb, substâncias de uma dessas plantas são utilizadas, também, por pacientes com HIV e H1N1 (Síndrome Respiratória Aguda). “A vantagem dessa medicação é seu baixo custo de produção e o baixo índice de  toxicidade, aferido pelos testes iniciais", frisou ele, adiantando que, depois de preparadas, formulações serão enviadas para testes em centros de referência do Brasil.

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.