News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 02 de Dezembro de 2020

Livre

POLÍTICA & MURUPI: REGINA DUARTE NA CULTURA

De repente Regina Duarte se viu ofuscada pelos holofotes da política mais que pelas luzes da TV.
Terça-Feira, 21 de Janeiro de 2020 - 10:32

“Estamos trabalhando junto com as forças estaduais para impedir a reentrada no Brasil dos criminosos que fugiram de prisão do Paraguai. Se voltarem ao Brasil,ganham passagem só de ida para presídio federal” – Ministro Sergio Moro.

1-Batendo cabeça

Está cada vez mais difícil ser presidente de STF e preocupa muito por ser um cargo transitório e que a troca possa trazer alguém pior que o atual. Semana passada o atual presidente trupicou no juiz de garantias e depois decidiu adiar a decisão e jogar para seis meses à frente. Vá lá.

É parte do cardápio confuso, mas agora ele resolveu ser o super-hiper ministro e pah! Aumentou o teto do salário dos professores das universidades estaduais, equiparando ao das federais e aí pecou contra o art. 37 da Constituição e da súmula 339 do próprio STF. Bate cabeça, legisla, censura, abre inquérito, vacila, revoga e acaba promovendo uma baita insegurança jurídica.

O juiz Jerônimo Azambuja Franco Neto condenou um restaurante a pagar indenização de R$ 10 mil por danos morais, demonstrar o pagamento do piso salarial, seguro de vida e de acidentes e assistência funerária aos funcionários e como a caneta azul estava cheia, usou da sentença para moer Dallagnol, Weintraub, Moro, Paulo Guedes, Damarese Bolsonaro com a obra genial do magistrado que define a realidade brasileira como “merdocracia” e sapateia no discurso de militante político. A sentença do Azambuja você lê aqui. Após a leitura basta puxar a cordinha.

3-Entre o passado e o futuro atrasado

O ministro Gustavo Canuto saia do Ministério de Desenvolvimento Regional está bem no meio do fogo das baterias do Senado Federal e Câmara dos Deputados que querem o seu escalpo, utilizando-se da invisível força política do Congresso Nacional, o Centrão, cuja característica é minar o que surgir pela frente para obter cargos, verbas e prestígio. Num ano eleitoral Gustavo é tido como “roda presa”, muito técnico ou sem cintura para recepcionar os pleitos dos nobres parlamentares da “tchurma do querumêu” que sonha com um ministério importante para chamar de seu.

Rodrigo Maia quer a vaga do Bolsonaro no futuro e Alcolumbre tenta se firmar como o “new Renan Calheiros”. Para o povo são as duas vertentes do atraso. É a treva! 

4-Regina Duarte na Cultura

De repente Regina Duarte se viu ofuscada pelos holofotes da política mais que pelas luzes da TV. Convidada para ocupar o cargo que era de Roberto Alvim, o aprendiz Goebbels, exonerado após cometer o suicídio político num vídeo institucional, Regina se diz noiva mas vai casar e os canhões do Centrão já pipocam do seu lado depois que voltou à bailaa ideia do governo de se  recriar o Ministério.

Recriar até pode, desde que seja para alguém do Centrão, “of course meu bichin”. Em ano eleitoral até porteiro de condomínio de vereador vira cargo importante.

5-O “Posto Ipiranga” em Davos

O ministro Paulo Guedes, como era de se esperar, representará o Brasil no Fórum Econômico Mundial em Davos – Suíça onde já se encontra desde sexta feira, para participar do encontro que reúne líderes, chefes de Estado e empresários, além da fauna, flora, cores,odores e tribos do mundo.

A abertura foi ontem dia 20 e hoje  até quinta a agenda do Paulo Guedes está inserida entre palestras e encontros com presidentes de multinacionais focando em dois aspectos da realidade brasileira: redução do déficit fiscal no primeiro ano de governo e o aprofundamento de reformas estruturais que ajudarão a economia a recuperar-se e a criar empregos. E da Suíça Guedes vai à Índia acompanhando o presidente Bolsonaro.

leoladeia@hotmail.com

Fonte - Leo Ladeia/NewsRondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.