BOLSONARO APÓS INVESTIGAÇÃO SOBRE QUEIMADAS: “FALEI QUE ERA CRIMINOSO”

Presidente elogiou atuação do Ministério Público Federal (MPF) no caso dos incêndios e espera que PGR consiga comprovar as suspeitas.
Terça-Feira, 03 de Setembro de 2019 - 11:02

Em meio à escolha do novo nome para assumir a Procuradoria-Geral da República (PGR), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) elogiou a apuração do Ministério Público Federal (MPF) sobre as queimadas na Amazônia. A atual procuradora-geral, Raquel Dodge, indicou que há suspeita de ação orquestrada nos focos de incêndio na região. Na ocasião, Dodge pediu a abertura de inquéritos para identificar e punir os responsáveis.

Bolsonaro enfatizou que, desde as primeiras notícias sobre as queimadas, tem apontado para ação criminosa na Amazônia, no entanto, não foi ouvido. O presidente disse esperar que Raquel Dodge tenha como comprovar esses crimes.

“Quando disse isso lá atrás, vocês bateram em mim à vontade. Falei que tinha algo criminoso ali, não tinha como comprovar e espero que ela [Raquel Dodge] tenha como comprovar agora”, frisou o presidente ao deixar o Palácio da Alvorada nesta terça-feira (03/09/2019).

Dodge enviou um pedido de apuração ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. A expectativa é de que as investigações tramitem na primeira instância de cada estado atingido pelos incêndios. A Polícia Federal também já iniciou a Operação Verde Brasil, que mira eventuais delitos ambientais na região da floresta Amazônica.

Fonte - metropoles.com

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.