LENHA NA FOGUEIRA: SUGIRO A DIREÇÃO DA FEDERON E A COORDENAÇÃO DO ARRAIAL FLOR DO MARACUJÁ QUE OS GRUPOS DE QUADRILHA JUNINA SEJAM DIVIDIDOS EM DUAS CATEGORIAS

Pela categoria Evoluída, disputariam as juninas A Roça é Nossa, Rádio Farol, JUABP e Girassol.
Sábado, 03 de Agosto de 2019 - 09:08

Após as apresentações das quadrilhas juninas, domingo A Roça é Nossa e quinta feira Rádio Farol, sugiro a direção da Federon e a Coordenação do Arraial Flor do Maracujá.

Que os grupos de Quadrilha Junina sejam divididos em duas categorias. Grupo Especial de Quadrilha Tradicional e Grupo Especial de Quadrilha Evoluída.

Pela categoria Evoluída, disputariam as juninas A Roça é Nossa, Rádio Farol, JUABP e Girassol.

Postei as juninas Juabp e Girassol mesmo sem assistir as apresentações delas este ano (A Juabp dançou ontem e a Girassol dança hoje), porque sei que essas quadrilhas, vão se apresentar ou igual, ou melhor que a Roça é Nossa e a Rádio Farol.

Basta lembrar-se de seus temas para este Flor do Maracujá: "Tribo Jua – Somos Filhos Dessa Terra" da Juabp que será ou foi desenvolvido pelo estilista e folclorista João Big que todos sabemos,  gosta de "escandalizar" com seus figurinos.

A Girassol apresenta hoje o tema: "As Sete Trombetas" uma pesquisa que tem como base histórias que são contadas na Bíblia.

Sem querer ofender ou desrespeitar as demais quadrilhas que dançam no Flor do Maracujá, mas, concorrer com essas quatro principalmente este ano, fica difícil.

Quem vê as alegorias da Girassol que foram confeccionadas no pátio do Parque dos Tanques a céu aberto, com todo mundo podendo ver. Pode imaginar como será a apresentação da quadrilha do Bené na noite de hoje. Ano passado ela apresentou um espetáculo fora de série e por isso, conquistou o 1º lugar, este ano segundo o "Gerente" do Barracão de Alegoria Pai Beto não será diferente.

No Grupo Especial de Quadrilha Tradicional, destaco as juninas: Flor da Primavera, Mocidade Junina, Rosa Divina, Rosas de Ouro. Essas com potencia para conquistarem o título de campeã do Flor do Maracujá.

Dessas que apresentei para formarem o Grupo Especial de Quadrilha Tradicional a que está chegando perto daquelas que classifico como Evoluída é a Mocidade Junina.

Esse estilo de apresentação, apenas com denominação um pouco diferente, acontece no Festival Folclórico de Manaus.

Por falar nisso, o Festival de Manaus vai acontecer na segunda quinzena deste mês de agosto, que tal a Federon e a Sejucel mandarem suas equipes até a capital da Zona Franca pesquisar sobre esse estilo de apresentação de quadrilhas, para implantar no Flor do Maracujá.

Como é que a gente pode contestar as apresentações das juninas Flor da Primavera, Mocidade Junina, Rosa Divina e Rosas de Ouro, só porque assistimos as apresentações super produzidas das juninas A Roça é Nossa e Rádio Farol e da Juabp e Girassol?

Pois na dança, todas se equiparam, a diferença, está na produção das apresentações. As que classifico como evoluídas conseguiram, pelo menos este ano, arrecadar mais com suas promoções e contribuição dos chamados patrocinadores.

O presidente da Roça é Nossa me disse que sua quadrilha investiu mais de R$ 50 Mil em sua apresentação no Flor do Maracujá este ano.

O João Big da Juabp também declarou em entrevista a um canal de televisão que o grupo já tinha investido mais de 50 Mil este ano.

O mesmo diz a direção da Rádio Farol enquanto a Girassol talvez seja a que mais está investindo na apresentação deste ano, Passa dos 60 MIL.

Criatividade conta ponto, mas, para se criar com maior qualidade, é preciso muito recurso e não é vendendo peixe assado que se consegue valores tão altos, mesmo sendo durante o ano todo.

Os bois, por terem estagnado no tempo e na mesmice, a cada ano, perdem mais público.

Como diz o dito popular: "Quem não pode fazer escola de samba, faz bloco de sujo".

Fonte - 015 - Silvio Santos / NewsRondonia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.