‘CACAEIROS’ FOI TEMA ABORDADO NO MOMENTO CÍVICO DO ANIVERSÁRIO DE ROLIM DE MOURA

Capital da Zona da Mata fará 36 anos na segunda-feira 05 de agosto
Sexta-Feira, 02 de Agosto de 2019 - 15:35

As comemorações dos 36 anos de Rolim de Moura (RO) prosseguiram na manhã desta sexta-feira(02/08), com momento cívico em frente ao prédio da Prefeitura com execução do hino alusivo ao município e relato histórico. Além das autoridades, hoje o evento contou com a participação dos alunos das escolas municipais Dionísio Quintino, Balão Mágico, Dina Sfate pessoas ligadas ao serviço de fortalecimento de vinculo. Eliezer da Silva Dantas que foi servidor do município nos anos 80, relembrou o início da emancipação de Rolim de Moura, quando era distrito de Cacoal e administrada pelo médico Adegildo Ferreira.  Eliezer que ocupou o cargo de vereador, se emocionou várias vezes durante o discurso.  Hoje o tema abordado foi a Fundação do Setor Rolim de Moura e Condição de Vida dos Colonos.

Conforme relato de muitos pioneiros, os migrantes que se dirigiam para o setor Rolim de Moura, assim como os que vieram para Rondônia, tinham um objetivo em comum: adquirir terras e melhorar de vida.

O filósofo e pesquisador da história local, Neri de Paula Carneiro, menciona na Revista Idéias e Fatos,(nº 2/ 1.998) sobre a existência de pioneiros embrenhados na mata, na região que compreende o atual município de Rolim de Moura, antes mesmo da entrega oficial dos lotes, ou seja, antes de 1975.

De acordo com informações do INCRA, quando foi traçado o projeto para o setor Rolim de Moura, havia proposta apenas para assentamento rural, ou seja, o assentamento seria destinado apenas para os agricultores, portanto, não havia projeto para que se formasse um centro urbano. Com o passar dos tempos e as constantes migrações, formou-se uma Vila. Logo, atribui-se ao povo a responsabilidade pelo surgimento da mesma e da futura cidade.

A história de colonização de Rolim de Moura foi marcada por lutas e sacrifícios. Os colonos viviam em um ambiente cheio de carências, contudo, traziam consigo esperança de dias melhores. No início, os moradores enfrentavam as mais variadas dificuldades, pois o lugar não oferecia infraestrutura mínima necessária para que se formasse uma cidade.

Os moradores não tinham acesso à luz elétrica, à água tratada, viviam em um ambiente de insegurança, pois as mortes e os conflitos entre grileiros eram constantes. As viagens a Cacoal e Pimenta Bueno eram rotineiras e penosas, já que os moradores traziam as mercadorias de necessidades básicas e ferramentas para o trabalho em “cacaios”, ou seja, nas costas.

Outra dificuldade enfrentada pelos colonos era a falta de assistência médica. Muitos morreram em virtude de acidentes com motosserras. A malária também foi responsável por um número expressivo de óbitos. Estes e outros problemas afligiam os colonos no início da ocupação de Rolim de Moura.

Rolim de Moura foi elevada à categoria de município através do Decreto Lei Estadual nº 71, de 5 de agosto de 1983, desmembrado da área de Cacoal.

Fonte - 010 - assessoria

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.