BRASIL, TERRA DE SANTA CRUZ - POR GLEYSON BELMONT

Usa o cargo, com alta carga de ideologia, com desrespeito, e tenta implementar a unicidade de pensamento.
Quinta-Feira, 01 de Agosto de 2019 - 17:22

Por GLEYSON BELMONT
OAB/RO 5775

O que se espera de alguém que ocupa um cargo de presidente. Que em tese deveria ser a pessoa mais preparada, mais polida, politicamente neutra, a deveria atuar em prol de todos, e não usar o cargo para benefício ou promoção pessoal. Esperávamos mais. 

Já imaginaram o seguinte diálogo?

Presidente: Pelo menos sei quem é meu pai, os filhos da p... costumam não saber!

Pessoa ofendida: Algum problema com as P...? alguma espécie de preconceito?

Presidente: desculpa de ofendi sua profissão.

Pois é, esse diálogo foi travado em uma rede social pelo nosso Presidente, mas confesso, não votei nele.* Vemos claramente uma pessoa despreparada, desconhecedora da “liturgia do Cargo”. Gente assim, ocupando um cargo de alta relevância, é um risco a democracia, um risco aos direitos do cidadão, e claramente mostra seu viés autoritário. Usa o cargo, com alta carga de ideologia, com desrespeito, e tenta implementar a unicidade de pensamento.

Pois é, esse é o nosso presidente, esse é o comportamento da pessoa que nos representa, e sinto vergonha disso. Mas fazer o que né???

Mas espera um pouco, não estou falando do presidente Bolsonaro, conhecido pelos seus rompantes, pessoa qual esperamos toda sorte de escárnio. Estou me referindo ao Nosso Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, que esta semana, se considerou imensamente ofendido pela verborragia de Bolsonaro.  Interessante, tantas pessoas saíram em sua defesa, inclusive a OAB/RO. Essa mesma OAB/RO se calou diante da ofensa que Felipe Santa Cruz fez a uma colega.

Me custa entender, a repercussão seletiva das grosserias. Santa Cruz, merece, por ter ofendido uma advogada, o mesmo tratamento que Bolsonaro recebeu por suas palavras em relação ao pai de Santa Cruz. Santa Cruz, merecia, e ainda merece, todo o repudio da sociedade, da imprensa, dos formadores de opinião, e inclusive repudio da própria OAB/RO, mas não, Santa Cruz não recebeu uma, linha sequer de crítica por seus atos tresloucados, mal-educado e despreparados.  Santa Cruz, usa a OAB nacional, para benefício pessoal, politiza a instituição, e nos leva ao descrédito junto a sociedade.

Lindo são os discursos de valorização da “Mulher Advogada”, mas é incomodo o silêncio do nosso Presidente da Seccional, quanto ao que disse Santa Cruz a uma colega.

Fazer de conta que não sabe, não nos torna menos hipócritas, pelo contrário, nos torna coniventes. Próximo discurso feito em homenagens as mulheres advogadas, prestarei bem atenção, pois preciso de uma aula de escárnio, cinismo e hipocrisia.

Assim disse o presidente da seccional Rondônia na última entrega de credenciais:

“Podem tentar ao máximo enfraquecer a OAB, podem fazer o que quiser, mas não conseguirão calar a Ordem dos Advogados do Brasil”, momento em que foi muito aplaudido.

Não conseguirão mesmo calar é o Advogado, pois jamais fugiremos da nossa obrigação de promover a cidadania e os direitos das pessoas.

Já a Ordem dos Advogados do Brasil, enquanto instituição não precisa ser calada por ninguém, do jeito que as coisas andam, não será mais ouvida e respeitada pela sociedade. Então calar para que? Se não nos ouvem e nem nos respeitam mais?

*eleição para presidente nacional da OAB é indireta.

Fonte - GLEYSON BELMONT

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.