JOVEM MORRE AFOGADA DURANTE RESSACA EM PRAIA DA ILHA GRANDE, EM ANGRA DOS REIS

Denise Gasques, de 24 anos, estava sentada em uma pedra na Praia do Caxadaço quando foi atingida por uma onda
Quarta-Feira, 24 de Julho de 2019 - 14:50

RIO - O corpo da jovem Denise Gasques, de 24 anos, foi encontrado em uma praia da Ilha Grande pelos bombeiros por volta de 16h30 desta terça-feira. Ela estava desaparecida desde o último domingo, quando foi arrastada para o mar por uma onda durante a ressaca na Praia do Caxadaço, em Angra dos Reis .

De acordo com informações do G1 Espírito Santo, Denise estava em Angra a passeio e acompanhada de amigos. Após fazer uma trilha no período da tarde, ela e um rapaz de 20 anos estavam sentados em uma pedra na praia esperando a chegada do restante do grupo quando foram atingidos pela onda.

- No domingo, ela e um grupo de pessoas saiu para fazer uma trilha. Denise e outro rapaz acabaram se distanciando do restante porque estavam lá na frente. Em um certo momento, chegaram à praia para esperar o grupo. Eles estavam em cima de uma pedra - contou Joana Ribeiro, amiga de Denise, ao jornal capixaba "A Gazeta".

O jovem foi encontrado cerca de uma hora e meia depois, preso a um tronco de árvore. Levado para o Hospital Geral de Japuíba, ele passa bem. Já Denise teve o corpo localizado preso entre as pedras da Praia do Caxadaço, levado para a unidade de Bracuí do Instituto Médico-Legal e identificado pela mãe da jovem. O enterro vai acontecer no Espírito Santo.

- Ele foi resgatado no mesmo dia, logo após o acidente, quando a onda passou e varreu a pedra. Ela já tinha desaparecido porque o mar estava forte, alto e revolto. Ele conseguiu se segurar em um tronco que estava no mar. Ficou preso até o restante do grupo chegar e pedir socorro. Ele foi resgatado de helicóptero - contou Joana.

Denise era paulista e morava no bairro Jardim da Penha, em Vitória, desde os 11 anos. Ela estudava arquitetura na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e iria se formar este ano.

A Praia de Caxadaço só é acessada por embarcações quando a maré está baixa. Situado na parte sul da Ilha Grande, o local é como uma grande piscina, protegida por pedras e fica próximo de um corredor de saída de uma corrente que atravessa a ilha e da Baía de Sepetiba.

Nos últimos dias, a força do mar gerou estragos em diversos pontos do estado. Em Saquarema, um menino de cinco anos foi arrastado pela água quando estava com o pai na Prainha no domingo. Já em Paraty, a vítima foi um homem, atingido por uma onda quando tirava uma rede de uma embarcação na Praia da Fazenda na noite de ontem.

Até 9h desta terça-feira, ondas de até 4 metros foram registradas em alto-mar por conta de uma ressaca no litoral do estado do Rio. As região de Angra dos Reis esteve entre uma das mais afetadas pelo fenômeno.

Fonte - 010 - oglobo

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.