BAILES COM DENÚNCIAS DE PARTICIPAÇÃO DE MENORES PRECISAM SER FISCALIZADOS

Os bailes, onde a presença do público infanto-juvenil é o de maior atrativo, também chegaram às chácaras em lugares mais afastados da cidade, entre as quais, as localizadas nos finais de linhas e ramais urbanos e rurais nas ligações da Capita
Terça-Feira, 16 de Julho de 2019 - 12:45

Porto Velho, ZONA LESTE – Com os supostos 'afrouxos' dos órgãos de controle policial e de Justiça, organizadores de bailes Funk ou mesmo ao de estilo Rave Metal, devagar e devagarinho vêm sendo realizado com disfarces para não 'dá ruim' devido á presença generalizada de menores nesses tipos de eventos.

O NEWSRONDÔNIA infiltrou-se em alguns dos ambientes e constatou que o maior público é 'formado por galeras e barcas de adolescentes entre 14 e 17 anos'. No começo dos bailes, ora em chácaras e danceterias de hotéis, em que os organizadores pagam alugueis dos espaços entre R$ 500 a R$ 6 mil.


imagem ilustrativa

É o caso de um conhecido hotel fincado, em área considerada nobre da cidade em que os bailes são promovidos, semanalmente, em até dois espaços simultâneos, ao preço de até R$ 20, E$ 50 e R$ 150 a entrada para o meio da pista (salão), geral e camarote, esse com direito a dois drinks quentes (uísque temperado com Vodka, energéticos e suco da marca Tampico). Além de serviços extras em Open-Bar.

Os bailes, onde a presença do público infanto-juvenil é o de maior atrativo, também chegaram às chácaras em lugares mais afastados da cidade, entre as quais, as localizadas nos finais de linhas e ramais urbanos e rurais nas ligações da Capital com localidades da BR-364 e BR-319, com destaque para o entorno da divisa com as cidades de Candeias do Jamari, com os Distritos de Jacy-Paraná e Vilarejos amazonenses de Canutama e Humaitá, no sul do Amazonas.

Na Zona Leste, especificamente, a forte presença de estudantes de conhecidas escolas do Ensino Fundamental e Médio da rede pública municipal e estadual em bailes sertanejos, Funks, Rave-Metal em desfiles de modelos jovens, muitos dos quais, uniformizados, o que levou este site a inquirir professores se havia recomendação das escolas. Todos negaram.

É que muitos desses eventos, levaria a chancela de escolas que intentam arrecadar fundos para obras e festividades de parte de estabelecimentos locais através da realização desses.

Por outro lado, a reportagem constatou ainda que, mesmo que os bailes Funk, de Ravel-Metal ou os supostos inocentes bailões ao estilo Pagonejo, devidamente, legalizado pela Delegacia de Diversões ou com conhecimento do Juizado da Infância e Juventude, 'não foi possível atestar a fiscalização  desses órgãos de controle' durante os eventos'.

Diferentemente da cidade e dos Distritos de Porto Velho é comum outras Capitais da Amazônia Ocidental Brasileira a Policia Militar, Polícia Civil, Conselho Tutelar, Juizado da Infância e Juventude, De Delegacia de Diversões Públicas e Prefeituras atuarem, concomitantemente, antes, durante e depois da realização de bailes, festas agropecuárias, rodeios ou em simples arraiais com promoções de 'Bonecas Vivas'.

 

      

Fonte - Xico Nery - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.