DESFECHO: ACUSADO DE MATAR COMPANHEIRO CARBONIZADO É CONDENADO A MAIS DE DEZESSETE ANOS DE PRISÃO

Na decisão ficou declarado ainda que Ozéias não poderá recorrer em liberdade, já que após ficar preso durante todo o tempo de investigações não seria viável soltá-lo depois do julgamento declará-lo culpado.
Sabado, 15 de Junho de 2019 - 08:24

Após julgamento realizado na manhã dessa quinta-feira (13 de junho) no Tribunal do Juri, comarca de Vilhena, Ozéias Cassimiro de Camargo foi condenado a dezessete anos e seis meses em regime fechado por matar o companheiro em setembro de 2018.

Na ocasião do julgamento, ficou decidido que o homicida seria condenado a quinze anos pela culpabilidade, pela personalidade e conduta social (além da motivação torpe). Porém com o agravo do crime ter sido cometido contra seu conjugue, a pena teve sua totalidade aumentada em 1/6 na segunda fase do julgamento, passando para dezessete anos e seis meses.

Na decisão ficou declarado ainda que Ozéias não poderá recorrer em liberdade, já que após ficar preso durante todo o tempo de investigações não seria viável soltá-lo depois do julgamento declará-lo culpado.

O CRIME

Daniel Reis de Camargo foi morto em setembro de 2018, vítima de um ataque cruel do companheiro após uma discussão. À época, a motivação do crime teria sido apontada por ciúmes. Depois da discussão, Ozéias teria jogado gasolina no esposo e ateado fogo ao corpo.

Com 90% do corpo queimado, Daniel foi socorrido ao Hospital Regional de Vilhena, mas acabou não resistindo aos ferimentos e veio a óbito.

Fonte - 013 - Folha de Vilhena

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.