A PELEJA DE 2020 PELA PREFEITURA DE PORTO VELHO - POR CARLOS SPERANÇA

Tem muitos caroços nos angus dos impeachemts solicitados para o prefeito Hildon Chaves e ao governador Marcos Rocha
Quinta-Feira, 04 de Abril de 2019 - 09:03

O Japão aprendeu com o terremoto de 1923 que a simples perspectiva futura de outros tão desastrosos obrigava a alterar as políticas e as técnicas até então vigentes para resistir a novas ocorrências. Mas a principal iniciativa, que não coube só ao governo e cientistas, envolveu toda a população: a mudança de mentalidade. O país compreendeu que a modernização deveria ser feita de acordo com suas condições ambientais, deixando de apenas copiar modelos dos EUA. No fim, a tragédia trouxe união nacional e soluções duradouras.

Os casos sucessivos de barragens rompidas no Brasil precisam servir de lições com a mesma dimensão avançada obtida no caso japonês. Para começar, afinando a precisão técnica para obras mais seguras, não afrouxar os controles preventivos e corrigir ao máximo o que for necessário. Depois, a mentalidade: isolar a polarização, que ao se radicalizar já prejudica seriamente os negócios do país e desune sem nenhum proveito a população quando ela mais deveria estar unida.

Aprimorar a tecnologia, encaminhar as questões infraestruturais e unir a nação em consensos possíveis em todas as áreas, descartando os radicais “mágicos” e ideológicos que só causam antagonismos e prejuízos, são tarefas necessárias caso haja real interesse em vencer tragédias.


A polarização

A peleja 2020 pela Prefeitura de Porto Velho abre com uma clara polarização entre o atual prefeito Hildon Chaves (PSDB) e o deputado federal Leo Moraes (Podemos). Sem quebrar esta polarização os demais pretendentes, mesmo sendo nomes de peso, como Vinicuus Miguel, Daniel Pereira, Kazan Roriz, Jesoino e outros tantos postulantes vão ficar para trás. Vamos aos jogos de estratégia.

Tapas e beijos

Nos bastidores existe um clima de guerra, a partir do pedido de impeachment do governador  Marcos Rocha, entre os poderes Executivo e o Legislativo, mas também existe um jogo de cena de que tudo esta bem. Na verdade, o clima é hostil e tem gente querendo o couro do governador para fazer tamborim. E nesta gangorra, entre tapas e beijos as coisas vão rolando.

Pão e água

Tudo indica que o ex-governador Confucio Moura (MDB), eleito senador e que já foi patrão do atual governador Marcos Rocha, não terá espaço político no CPA como alguns parlamentares mais chegados do bolsonarismo. É que a turma de Rocha desconfia que Confucio quer seu lugar de volta daqui a quatro anos e por isto poderá ser tratado a pão e água desde agora.

Até Crivela!

Esta mania de impeachment se espalhou para todo lado. Agora até o prefeito do Rio de Janeiro, bispo Marcelo Crivela é alvo da sanha predadora dos vereadores enfurecidos por interesses contrariados, leia-se negócios bloqueados. Lá também – como em todo o país – os políticos estão acostumados a vampirizar os recursos públicos e por isto cinco ex- governadores já foram em cana.

Um interlocutor

A classe política reclama da falta de um interlocutor entre o governo de Marcos Rocha e os demais poderes. Alguns parlamentares acreditam que até agora não foi encontrado o articulador certo para fazer esta ponte entre os poderes como ocorria nas administrações anteriores de Ivo Cassol e Confucio Moura. O certo é que o distanciamento é grande e foi agravado com o recente pedido de impeachment.

Via Direta

*** Aumentam os rumores dando em conta que a deputada federal Mariana Carvalho e seu mano, o vereador Mauricio deixarão o PSDB juntamente como o chefe do clã Aparicio Carvalho *** Tem muitos caroços nos angus dos impeachemts solicitados para o prefeito Hildon Chaves e ao governador Marcos Rocha *** Em Rondônia o raio cai no mesmo lugar várias vezes. É coisa de louco! *** E já tem políticos gastando por conta, dando como favas contadas mudanças no Paço Tancredo Neves e no CPA…

Fonte - Carlos Sperança - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.