NÃO HÁ COMO EVITAR O TEMA 'DESIGUALDADES' NA AGENDA NACIONAL

As desigualdades regionais não são novidades para povos e lideranças da Amazônia.
Quarta-Feira, 27 de Março de 2019 - 18:04

Não há como evitar o tema “desigualdades” na agenda prioritária nacional. A “velha política” do patrimonialismo não removeu essa chaga brasileira e a “nova política”, ainda desengonçada e sem definição sobre o que de fato é não dá mostras de se interessar a fundo pelo assunto.

A desigualdade chega ao plural por suas faces individual, familiar e regional. Entre os indivíduos, há escassez de meios para o desenvolvimento pessoal. Nas famílias, a precariedade trazida pelo descuido do poder público com os ditames constitucionais. Há uma conspiração diária contra princípios da Carta Magna. Não passa dia sem surgir nova proposta de emenda à Constituição.

As desigualdades regionais não são novidades para povos e lideranças da Amazônia. Ainda continua sem resposta a preocupação manifestada contra a velhíssima política pelo padre Antônio Vieira, ao avisar o rei português, em 1641, que seus ministros “não vêm cá buscar o nosso bem, vêm cá buscar os nossos bens”. Os amazônidas supõem as superintendências da Zona Franca (Suframa) e Sudam, mais o Banco da Amazônia, como parte de seus “bens” que um complô de ministros pretende devorar. A batalha para não perdê-los, pois, é parte obrigatória da agenda nacional contra as desigualdades.


Um partido

Lideranças políticas alinhadas ao projeto da candidatura do empresário Kazan Roriz a prefeitura de Porto Velho desembarcam hoje em Brasilia em busca de um partido consistente para ele entrar na peleja do Palácio Tasncredo Neves. Kazan esta no exterior curtindo mil e uma noites, numa verdadeira lua de mel e retorna na semana que vem a capital. Fala-se numa grande recepção no aeroporto.

Homens-tatus

Depois da fuga do presídio de Cacoal, através de tunel escavado também foram encontrados buracos na penitenciária de Ji-Paraná em mais uma tentativa de fuga, desta vez infrutífera. Em Porto Velho as penitenciárias já se transformaram há muito tempo num queijo suiço e urge que o Departamento Penitenciário faça inspeções mais rigorosas para controlar tantos homens tatus querendo fugir.

Contra a reforma

Já são seis partidos se alinhando no Congresso Nacional contra o projeto da reforma da presidência do presidente Jair Bolsonaro. PSB, PT, PC do B, PDT, PSOL e Rede estão somando esforços para barrar a aprovação da proposta defendida pelos liberais apoiada por 13 legendas. Não quer dizer que todos os deputados oposicionistas votarão contra, pois sempre pintam dissidências com a liberação de emendas parlamentares.

Tem devolução?

Este governador dos infernos do Distrito Federal, o miliardário Ibaneis Rodrigues (MDB) segue a peleja com o ministro da Justiça Sérgio Moro para se livrar do chefão do crime organizado, Marcola, tranferido do presidio federal de P. Velho para Brasília. Dizem que Ibaneis esbraveja por lá, falando até em devolução de Marcola para Rondônia. Não aceitamos devolução! Que devolvam para os tucanos de SP que nos deram o presente de grego.

Nada aconteceu!

Lembram daquelas brigas entre Confucio, Tomás e Raupp e que logo depois tudo mundo fingiu que nada aconteceu? Das conversas telefônicas de Maurão e Jesoíno para eliminar Confucio que logo em seguida todo mundo falava que só foi um mal entendido? Pois é, da pendenga da semana passada entre o CPA e os deputados – que envolvia até ameaça impeachemnt – nada mais se falou. É o modus operandi rondoniense de puxa e estica.

Via Direta

***As lideranças partidárias rondonienses da base aliada do governo Bolsonaro aguardam com ansiedade as nomeações de cargos federais regionais em nosso estado *** É o velho sistema “toma lá, dá cá”, para a aprovação do projeto da Reforma da Previdência já andando *** A rodovia 319, que liga Porto Velho a Manaus completou nesta quarta-feira 43 anos de existência *** O meião da rodovia continua um lamaçal só e a licença ambiental para pavimentação ainda não foi liberada pelo Ibama.

Fonte - Carlos Sperança - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.