PROPOSTA DO GOVERNO PARA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA É REFORÇADA PELA SEAS AO APRESENTAR PLANO DE AÇÕES PARA TODO O ESTADO

Adjunta da Seas, Liana Silva, apresentou na Assembleia Legislativa ações de combate à violência
Quarta-Feira, 20 de Março de 2019 - 17:31

Trabalhar políticas públicas de enfrentamento à violência não apenas contra a mulher, que tem sido o foco das ações atualmente, mas também a criança, o adolescente e o idoso, de ambos os sexos. Esta tem sido a orientação do governador Coronel Marcos Rocha e da secretária de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social e primeira-dama Luana Rocha, conforme informou a adjunta da Seas, Liana Silva de Almeida Lima, na tarde dessa terça-feira (19), ao participar da reunião da Comissão de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente, Mulher e Idoso, na Assembleia Legislativa. Além de atuar com ações voltadas à proteção da vítima, Liana disse que a proposta do governo é trabalhar com as crianças e jovens nas escolas os valores familiares e da convivência harmônica, e também voltar a atenção para o agressor, com vistas a conhecer a causa da agressão com base na história individual de cada um, partindo do princípio de que ninguém nasce violento.

Adjunta da Seas, Liana Silva, apresentou na Assembleia Legislativa ações de combate à violência

“Temos que ir à prática para conhecer a realidade das famílias e combater a possível causa da violência, além de dar suporte com informações sobre como denunciar. Se respeitarmos uns aos outros, teremos grande avanço”, afirmou.

Atendendo a convite do presidente da Comissão, Pastor Alex Silva, para apresentar o plano de ações da Seas para enfrentamento da violência, Liana foi acompanhada da gerente de Políticas Públicas para as Mulheres, Halla Cristina; do coordenador de Políticas para a Criança e do Adolescente, Wilson Guilherme; da coordenadora de Políticas para o Idoso, Adriana Borges; o coordenador de Direitos Humanos, José do Carmo Goes; da coordenadora geral de Assistência Social, Fabiane Passarini; e do procurador Thiago Alencar Alves Pereira.

Devido à necessidade de os parlamentares participarem da sessão plenária, as discussões foram feitas apenas com relação à violência contra a mulher tendo em vista o caso mais recente ocorrido no município de Candeias do Jamari, no domingo (17), envolvendo a professora Joselita Félix da Silva, assassinada com golpes de madeira pelo ex-marido, Welington Aparecido, que tinha sido preso no dia anterior, mas foi solto após pagar fiança.

Entre as atividades da Seas citadas pela secretária Liana, estão capacitações das conselheiras municipais e extensionistas da Emater por meio de oficinas para se tornarem multiplicadoras; disseminar a Lei Maria da Penhas nas instituições de ensino; levar ações itinerantes para prevenção de conflitos interpessoais nos distritos com o projeto Maria, em parceria com o Tribunal de Justiça e o Ministério Público do Estado (MPE); entre outras que serão realizadas em eventos, como a Rondônia Rural Show. Um ônibus adaptado para prestar serviços de uma delegacia e psicossocial também percorrerá os municípios com uma equipe formada por delegada, psicóloga e assistente social. A programação prevê, inclusive, o 2º Encontro de Homens pelo Fim da Violência, em data a ser agendada.

Para reforçar o combate à violência, a Seas também participa de eventos promovidos por entidades parceiras, como o MPE, que nesta semana promove, por meio da Promotoria de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, oficinas de superação com a metodologia “Nem Tão Doce Lar” desenvolvida pela Fundação Luterana de Diaconia.

Fonte - 015 - Secom - Governo de Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.