CONSÓRCIO DE SANTO ANTÔNIO DIZ QUE VAI 'AVALIAR EFEITOS' DA CASSAÇÃO DOS BENEFÍCIOS PELA ALE-RO

Com isso, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deve promulgar o projeto que cessa todos os privilégios fiscais, logísticos e econômicos a Jirau e Santo Antônio.
Quinta-Feira, 14 de Março de 2019 - 10:08

Os deputados da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) na noite da última terça-feira (12) votaram favoráveis ao veto número 009/19 do Poder Executivo convalidando o Projeto de Lei 1058/18 que revoga os incentivos fiscais, tributários, logísticos, crédito presumido de ICMS na aquisição de mercadorias interestaduais e autorização para uso de faixas de terras às Usinas de Jirau e Santo Antonio e suas subsidiarias.

Com isso, a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, deve promulgar o projeto que cessa todos os privilégios fiscais, logísticos e econômicos a Jirau e Santo Antônio. A medida é uma forma de pressionar para a diminuição do preço da conta de energia ao consumidor final.

Por se tratar de um assunto relevante para os rondonienses bem como para o consórcio, o News Rondônia entrou em contato com a assessoria de Comunicação da Santo Antônio Energia para saber o posicionamento da empresa, se iria ou não entrar com um processo na justiça ou que medidas iriam adotar com a promulgação do referido projeto apreciado e votado, mas com apenas uma linha escrita, a empresa disse que “irá avaliar os efeitos para a campanha”.

“A Santo Antônio Energia está tomando conhecimento do assunto neste momento e irá avaliar os efeitos para a companhia”, disse nota na íntegra da Companhia.

O assunto também foi amplamente discutido em reuniões e audiências com a bancada federal de Rondônia em Brasília. Uma das saídas encontradas pelos parlamentares é punir as usinas por transtornos e não acatar acordos. 

 

Fonte - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.