FUNERÁRIAS PROCESSAM PASTOR ACUSADO DE SIMULAR RESSURREIÇÃO

A alegação das empresas funerárias envolvidas na farsa é a de que eles teriam sido manipulados, e acabaram participando da mentira sem saber do que se tratava.
Quarta-Feira, 27 de Fevereiro de 2019 - 16:22

Na África do Sul, um grupo de representantes de funerárias locais estão ajuizando um processo na Justiça do país, perante um suposto farsante. O homem em questão, se diz um profeta, título por ele mesmo proclamado, afirmando ter ressuscitado um defunto.

O episódio causou grande repercussão nas redes sociais, após um vídeo do pastor Alph Lukau ter sido compartilhado, viralizando entre os internautas. Na gravação, o homem aparece gritando “levante-se” para um suposto morto. O defunto, deitado em um caixão, ergue-se; e o público que acompanhava o “espetáculo” celebra o grande feito.

O ato ocorreu do lado de fora da igreja do pastor Alph Lakau, que fica localizada próxima a cidade de Joanesburgo. A imprensa e a população local criticaram duramente o ridículo episódio. Confira:

Após o ocorrido, empresas funerárias decidem ‘matar de verdade’ o pastor com um processo na Justiça

Três empresas funerárias locais alegam ter sofrido grave dano em suas reputações após a farsa. Diante disso, elas buscam, agora na Justiça da África do Sul, o pagamento de uma indenização pelo pastor, a fim de reparar a situação.

Diante de toda a repercussão negativa, o pastor Alph Lukau parece ter recuado. Segundo informações da rede de notícias BBC, replicadas pelo portal G1, o site Sowetan afirmou que a igreja teria voltado atrás diante da história da suposta ressurreição do morto.

Eles alegam agora que o “morto” já estava “vivo” quando teve início o seu velório, tendo o pastor apenas completado um milagre divino que já havia sido realizado.

Fonte - 013 - 1News

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.