News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 21 de Junho de 2021

Livre

DRAGON BALL SUPER - BROLY - POR RONDINELI GONZALEZ

Ao final do anime que marcou o retorno de uma das franquias mais amadas do mundo, criou-se uma gigantesca expectativa sobre se a Toei Animation faria mais arcos de DBS.
Quarta-Feira, 09 de Janeiro de 2019 - 09:30

Esse é um filme que eu estava aguardando com muita sede desde o final da saga “Torneio do Poder” de Dragon Ball Super, ainda em março de 2018, com aqueles três últimos capítulos da luta entre o Universo 7 (Vegeta, Android Nº 17, Freeza e Goku) e o Universo 11 (principalmente o todo poderoso Jiren) e que foram transmitidos em telões em alguns lugares do planeta – inclusive no Brasil - reunindo multidões.

Ao final do anime que marcou o retorno de uma das franquias mais amadas do mundo, criou-se uma gigantesca expectativa sobre se a Toei Animation faria mais arcos de DBS. E qual não foi a surpresa geral quando anunciaram, dias depois, um filme? E que essa película seria não apenas uma continuação da saga encerrada no anime, mas também iria incluir, de forma canônica, um dos personagens mais cultuados em DBZ (mas que só tinha aparecido em três filmes avulsos): o Broly, que alguns dizem ser o Lendário Super Sayajin.

E depois de meses de espera “ Dragon Ball Super – Broly” finalmente chegou aos cinemas brasileiros e já bateu todos os recordes de bilheteria de um longa de animação japonês, e isso eu estou falando só em terras tupiniquins.

A obra é simplesmente tudo aquilo que os fãs aprenderam a admirar e apreciar durante décadas desde o surgimento do Goku ainda criança, com os animes sendo transmitidos em tevê aberta (Dragon Ball), passando pelo crescimento do protagonista, seus amigos e filhos (Dragon Ball Z) e, desde o ano passado, mostrando novos personagens que já são amados (ou odiados) mundo afora (Super).

Akira Toriyama, o criador do mangá e do anime, provou que é um gênio e que o Broly é sim um personagem ‘gigante’ que pode vir a ser melhor aproveitado tanto nos gibis quanto nos desenhos, pois além de ter – agora – uma história mais plausível e decente, é um dos seres mais poderosos que já surgiu em todo esse universo de Dragon Ball.

É arrebatador assistir a este filme no cinema, pois você se delicia com a mistura de cenários, personagens e um visual jamais visto em um anime, e vibrar com os heróis e vilões que fazem parte da sua infância e adolescência e, melhor, com dublagem totalmente verde e amarela. Quero é ver quem não vai sorrir de orelha a orelha quando ver o Goku (Kakarotto) com a voz inconfundível do dublador Wendell Bezerra, e por que não os eternos impropérios do sempre mal humorado (mas não menos cativante) Vegeta, o Príncipe dos Sayajins?

Se você nunca assistiu nenhuma das sagas, desconhece os personagens, nunca ouviu falar de nenhum arco ou sequer parou pra ver alguma luta nessas mais de três décadas de existência de Goku, Vegeta, Freeza & Cia, pode até ir conferir, mas vai sair de lá sem entender nada e com cara de tacho, pois “Dragon Ball Super – Broly” é um filme para os fãs, e cumpre com louvor seu propósito de animar, cativar e intensificar o amor universal pela obra do “Tio Akira”.

O que está esperando? Vá agora mesmo ao cinema com a sua galera curtir essa obra de arte da cultura pop/nerd. É diversão garantida e tudo isso sem nem precisar reunir as Sete Esferas do Dragão.


Aproveite e confira o trailer: 

Fonte - RONDINELI GONZALEZ - News Rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.