News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 13 de Junho de 2021

Livre

'MENINO VESTE AZUL E MENINA VESTE ROSA' - (DAMARES SILVA) - DESCONSTRUINDO O HOSPÍCIO

A metáfora, utilizada pela ministra põe na ordem do dia o combate a 'insanidade mental' que tem dominado a agenda da esquerda no mundo.
Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019 - 17:40

A patrulha do politicamente correto voltou a sua artilharia contra a ministra Damares Silva, após a sua pontual declaração que: “Menino veste azul e menina veste rosa.” Não vejo nenhuma anormalidade nesta declaração, apenas que ela veio para colocar as coisas na sua devida ordem e lugar, num país onde o anormal era a ordem do dia.

A metáfora, utilizada pela ministra põe na ordem do dia o combate a “insanidade mental” que tem dominado a agenda da esquerda no mundo, e que por sua vez deseja impor sobre as famílias. Uma total negação da objetividade científica e biológica.

Steven Pinker, autor do livro “Tábula Rasa”, professor de Harvard, e ateu, provou que inequivocadamente,”os genes não somente afetam a personalidade humana como a definem”. Assim como ninguém será uma Cleópatra, por se vestir como tal, nenhum homem, será uma mulher por tomar um hormônio feminino e se vestir como mulher. Os genes selaram a identidade sexual.

TÁBULA RASA: A NEGAÇÃO CONTEMPORÂNEA DA NATUREZA HUMANA

Mas voltando ao surto provocado pela declaração da ministra, é necessário a verdade objetiva seja colocada no seu devido lugar, assim como é impossível relativizar a lei da gravidade. O combate começa pelos derrames de verbas que são canalizados para essas “pseudo-pesquisas” através do MEC.Assim seca-se a fonte desta paranóia esquizofrênica que tem dominado as academias.

A ‘ideologia de gênero’ é uma estupidez tão monstruosa que o simples fato de alguém aceitá-la como hipótese para discussão já revela uma total inépcia intelectual ou então uma má-fé que raia a criminalidade pura e simples. Aplicada à educação, ela destrói nas crianças a capacidade de distinguir entre realidade e fantasia, entre ser e parecer, e cria uma geração de pequenos imbecis que, ao chegar à universidade, não servirão para mais nada além de se divertir, bater pezinho com exigências impossíveis, e fazer uma confusão dos diabos com o pouco que tiverem conseguido aprender. (Olavo de Carvalho)

Fonte - JOÃO BELARMINO DOS SANTOS / NewsRondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.