News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 14 de Maio de 2021

Livre

COMO PODEM CIDADES INTELIGENTES AJUDAR O AMBIENTE

EasyPark, uma das empresas tecnológicas líderes na área de assistência a estacionamento, nomeou as 100 cidades mais inteligentese evoluídas entre as 500 tidas em consideração para a classificação.
Quinta-Feira, 13 de Dezembro de 2018 - 15:43

À medida que a tecnologia fica cada vez mais avançada, as nossas zonas urbanas entram na era das cidades inteligentes, com uma previsão de que nos próximos 50 anos as maiores cidades do mundo se irão converter em grandes potências sustentáveis. A ideia de um desenvolvimento das nossas capitais, e principais áreas urbanas, em cidades inteligentes não acontece só com o objetivo de tornar nossas vidas mais fáceis e convenientes, mas também de modo a proteger o planeta e contribuir para uma população mais saudável.

O conceito de cidade inteligente define uma cidade otimizada e eficiente com redução de desperdício e poluição. Diversos países têm investido neste conceito, com especial atenção à grande deslocação da população para zonas urbanas, o que consequentemente cria uma concentração tão grande de indivíduos que pode ter um impacto negativo na terra através de poluição e desperdício. Esta revolução tem envolvido as mais diversas áreas de tecnologia como inteligência artificial, internet e realidade virtual, para além das usuais obras de engenharia, construção e arquitetura.

EasyPark, uma das empresas tecnológicas líderes na área de assistência a estacionamento, nomeou as 100 cidades mais inteligentes e evoluídas entre  as 500 tidas em consideração para a classificação. Os fatores levados em conta para esta classificação incluíram educação, digitalização governamental, redes de transporte, energia limpa, trânsito e acesso à internet. Como tal, os resultados do estudo demonstraram uma grande prevalência de cidades europeias a investir na eficiência de suas zonas urbanas, tais como Copenhaga, Estocolmo e Zurique. No entanto, no topo da tabela, outras cidades como Singapura e Boston (Estados Unidos da América) também revelaram ser algumas das cidades mais sustentáveis do planeta.

Sustentabilidade é um conceito muito importante em ecologia, e é definido como algo cuja manutenção pode ser feita a um nível constante. Isto tem sido foco para as indústrias pecuária e agrícola, no entanto, estas não costumam ser comuns nas zonas urbanas. Por este motivo, o governo se foca especialmente nas redes de transporte, edifícios eficientes e outros meios que contribuem para a sustentabilidade e o bem-estar público.

Usemos como exemplo as redes de transporte, onde em grandes cidades costumam ser a melhor alternativa a veículos próprios para, especialmente, evitar o trânsito. Como tal, milhões de trabalhadores e estudantes no mundo optam por usar os transportes públicos, e tal escolha tem obrigado empresas de transporte nacional a colocar mais veículos em circulação para corresponder à procura dos seus consumidores.

No entanto, mais transportes tem um impacto negativo no meio ambiente devido às elevadas emissões dos veículos, e tal foi tido em consideração para uma grande alteração mecânica nestas viaturas, incluindo a alteração de combustíveis fósseis para renováveis, otimização da rede de transportes, e quaisquer outros conceitos que possam persuadir a população a substituir os carros individuais pôr uma rede de transporte eficiente e sustentável.

Numa época de rápido avanço tecnológico, mas também de grandes alterações climáticas e maiores concentrações urbanas, encontrar um equilibrio é mais fundamental do que nunca. Dessa forma colocar os desenvolvimentos tecnológicos ao serviço tanto da melhoria dos serviços e qualidade de vida das populações, e do impacto que o ser humano tem no ambiente à sua volta será o caminho para cidades mais inteligentes, felizes e sustentáveis.

Fonte - Assessoria/r.analise

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.