News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 15 de Maio de 2021

Livre

JOGADOR DO SÃO PAULO É ACUSADO DE AGREDIR FÃ: “QUERIA APENAS UMA FOTO”

A jovem registrou um boletim de ocorrência afirmando que o jogador Everton e sua família teriam lhe agredido.
Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018 - 10:59

O jogador Éverton Cardoso da Silva, do São Paulo Futebol Clube, está sendo acusado de agredir uma fã, que foi até a casa em que ele comemorava seu aniversário, na cidade de Nortelândia (220 km de Cuiabá), junto a alguns amigos, pedir para tirar uma foto com ele.

Joanna Dark Campos Dourado, de 21 anos, registrou um boletim de ocorrência na tarde dessa terça-feira (11), relatando ter sido agredida pelo jogador durante a madrugada do mesmo dia, por volta das 2 horas. Ela também relatou o caso em seu Facebook, mas, nesta quarta-feira (12), sua página pessoal foi excluída.

Conforme o boletim de ocorrência registrado pela jovem, ela e alguns amigos foram até a casa em que o jogador e sua família estavam hospedados para tirar uma foto com ele. Éverton é mato-grossense, nasceu em Nortelândia e comemorava seu aniversário de 30 anos, completados nessa terça-feira (11).

Segundo Joana Dark, quando estavam na casa, a mãe do jogador perguntou quem havia convidado a jovem e seus amigos, o que a deixou irritada. A jovem, então, jogou a cerveja que estava em sua mão na piscina, retirou-se da casa e foi para a casa de uma vizinha, que é professora.

Pouco depois, ainda segundo a vítima, a esposa do jogador foi até a casa da professora e perguntou por que Joana tinha xingado a sogra dela. Irritada, a jovem teria respondido que a mulher estava louca, pois ela não havia dito nada.

“Logo em seguida, o segurança, Everton e Eberton [irmão do jogador] começaram a agredir a vítima”, consta no boletim de ocorrência.

Relato no Facebook

Joanna Darc também escreveu um relato em seu Facebook contando o que teria acontecido, junto a uma foto de como sua boca ficou machucada depois das supostas agressões.

A publicação foi iniciada com as palavras: “obrigada, jogador Everton. Era apenas uma foto!”. A vítima afirma que ao chegar na casa em que o jogador estava, por volta das 23h30 da segunda-feira (10), foram tratados como “lixo”, inclusive sendo tratados com ira pela esposa de Everton.

O site RDNews teve acesso à publicação antes que o perfil de Joana fosse excluído e divulgou alguns trechos. A jovem relatou que tinha falado para a mãe do jogador que queria apenas uma foto, mas, ainda assim, ela e os amigos foram expulsos do local.

Ela afirma, ainda, não ter xingado a mãe de Everton, mas que foi infeliz em ter jogado bebida na piscina da casa. Mais tarde, assim como ela relatou no boletim, o jogador, o irmão, as esposas dos dois e um segurança foram até a casa em que ela estava, onde teriam acontecido as agressões.

“O Éverton acertou minha cabeça com um  murro, fazendo com que eu caísse e desmaiasse por uns instantes. O Ebert também me acertou. As suas mulheres me machucavam com tapas e murros. Eu consegui me levantar e tentei revidar. O cara de 1,90 m [segurança] veio e me deu outro soco, que fez com que eu caísse novamente. Fiquei deitada no chão, chorando. A confusão só terminou porque minha vizinha entrou no meio e eu entrei para casa chorando com dores de cabeça, que estou sentindo até agora”, disse Joanna, em trecho do relato em seu perfil no Facebook.

A jovem finalizou o relato, mais uma vez, lamentando que só queria uma foto com o jogador.

“E tudo isso por causa de uma foto. Eu não sei o porquê de tanta ira. Eu não xinguei, não joguei bebida na cara de ninguém, era apenas uma foto. A única coisa infeliz que fiz foi jogar a bebida na piscina e ter entrado no local onde estão ficando. Mas acredito que não precisava disso tudo! Isso é povo com dinheiro que acha que pode ser tudo!”.

Fonte - 030 - O livre

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.