News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 11 de Abril de 2021

Livre

CANTEIRO CENTRAL DA JORGE TEIXEIRA VIROU MINI 'CRACOLÂNDIA' EM PORTO VELHO

Pela manhã ou a noite o trecho está sempre movimentado por usuários dependentes químicos.
Sexta-Feira, 05 de Outubro de 2018 - 17:43

Em Porto Velho usuários de drogas tem feito do canteiro central da Jorge Teixeira com a Carlos Gomes ponto de encontro para o consumo de crack.

O canteiro central entre Avenida Jorge Teixeira e a Carlos Gomes têm dado lugar a uma pequena cracolândia. Pela manhã ou a noite o trecho está sempre movimentado por usuários dependentes químicos. O consumo de drogas ilícitas acontece a luz do dia. Reféns do problema empresários da região já relataram o caso para as autoridades. E não tem sido a primeira vez.

“Isso é antigo, mas hoje está insustentável. O pior é que os eles (usuários de drogas) estão levantando barracos, descaracterizando o bem público”, relata um empresário que prefere não se identificar.

Sobre restos de madeira, lonas e papelões os dependentes químicos construíram no local uma espécie de abrigos. Refúgios para ocultar olhares curiosos, mas nem precisava. Na Jorge Teixeira (Br-319) os motoristas, pedestres observam. “Passo aqui todos os dias para ir ao trabalho. Antes eles apenas pousavam “dormiam”. Porém vi que construíram barracos. Pode?" Pergunta o servidor público, Thomas Ferreira.

A parte a qual cabe a solução a Secretaria Municipal de Assistência Social e família tem feito vista grossa para o problema que vem sendo observado como crônico em Porto Velho.

No ano passado a instituição municipal foi advertida pelo Ministério Público Estadual (MP/RO) e o Ministério Público Federal (MPF/RO). Os órgãos cobraram da pasta o cumprimento das leis de políticas públicas voltadas aos moradores de rua. Não é preciso mencionar se algo foi feito.

Fonte - 010 - Emerson Barbosa

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.