News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 07 de Março de 2021

Livre

DICAS DE COMO EMBALAR ROUPAS E SAPATOS

A personal organizer Carol Rosa mostra como ficou o closet depois de sua arrumação
Quinta-Feira, 06 de Setembro de 2018 - 14:44

Mudança. O convite para me tornar colunista de Casa e Jardim veio acompanhado desta palavra para mim. Quando comecei a pensar no que dizer a vocês, que leem a revista e acompanham o site e as redes sociais da marca, confesso que tive dúvidas de qual seria o ponto de partida. Afinal, os leitores provavelmente já leram várias matérias de organização da casa, do closet, do banheiro… Eu mesma já falei sobre isso aqui, na posição de entrevistada.

Para a coluna, então, mais do que dar dicas para o dia a dia, a minha ideia é lembrá-los do quanto a organização muda a nossa rotina. Do quanto ela pode ser boa para a sua qualidade de vida. Acreditem: é para a minha!

E nada melhor do que falar justamente – e literalmente – sobre mudança no meu primeiro texto. Muitos aqui temem o momento de mudar de casa. A alegria de ir para um lugar novo às vezes é ofuscada pelo receio da dor de cabeça que o processo pode provocar. Mas existem maneiras de minimizar os problemas nesta fase da vida. Vou dar algumas dicas aqui que espero que contribuam para isso. 

A mudança deve ser encarada como o momento ideal para analisar se tem algo em casa para descartar ou doar. Não há motivos para levar nada desnecessário para a casa nova. Até porque, assim, você nem perde tempo embalando itens que não usará mais. E também pratica o desapego: acaba se desfazendo de objetos que não trazem lembranças boas ou que já não são mais úteis para você. Vale aproveitar para separar peças que precisam de conserto ou que precisam ir para a lavanderia. Aí, quando for buscar, já vai tudo direto para a casa nova. Às vezes falta um incentivo para colocar essas coisas em ordem, né? Pois esse pode ser um! Até porque, convenhamos, uma das melhores sensações é aquela de “uma pendência a menos”.

O segundo passo é separar tudo por ambiente. E quanto mais específico e categorizado você puder ser, melhor. Ou seja, não coloque tudo do “quarto do casal” na mesma caixa, porque assim você terá cinco caixas com a mesma identificação (“quarto do casal”) e não saberá qual delas deverá ser aberta antes. A minha sugestão é separar por áreas, por exemplo, “quarto do casal – escrivaninha”. Assim você sabe exatamente quais itens estão ali dentro.

Já sabe tudo o que vai levar? Então é hora de embalar. E a minha dica mais importante é: evite caixas muito grandes. Se elas ficarem muito pesadas, será impossível carregá-las. O ideal é usar caixas de pequeno e médio porte. O que for mais pesado deve ir em caixas menores. Já pensou encher uma caixa grande com um monte de livros? Posso garantir que você não irá gostar de carregá-la.

Fonte - 018 - diariodaamazonia/Casa e Jardim

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.