News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 01 de Março de 2021

Livre

SÉRIE 'PLANO DE GOVERNO'; CONHEÇA AS PROPOSTAS DO COMENDADOR VALCICLEI QUEROZ

Os planos de governo estão disponíveis no Sistema de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCand 2018) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e todos os documentos pautam a nossa série.
Quarta-Feira, 05 de Setembro de 2018 - 07:34

News Rondônia continua a série de reportagens sobre as propostas dos candidatos ao Governo de Rondônia, nas Eleições 2018. Mediante sorteio realizado por nossa editoria, as nove chapas terão seus espaços garantidos. A ordem do sorteio ficou assim definida: Vinícius Miguel (Rede), Comendador Valciclei Queroz (PMB), Maurão de Carvalho (MDB), Pedro Nazareno (PSTU), Acir Gurgacz (PDT), Coronel Marcos Rocha (PSL), Pimenta de Rondônia (PSOL), Coronel Charlon (PRTB) e Expedito Júnior (PSDB).

Os planos de governo estão disponíveis no Sistema de Candidaturas e Contas Eleitorais (DivulgaCand 2018) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e todos os documentos pautam a nossa série.

Hoje (05) conheça algumas das propostas do candidato, Comendador Valciclei Queroz, do PMB. Seu plano possui 20 páginas e foi pensado durante seis meses através de reuniões com lideranças e encontros ocorridos com protagonistas do seu partido.

“Nosso plano é trabalhar dia e noite para todos e por todos, e, como resultado, com o apoio das entidades de controle e de fiscalização juntos alcançar em quatro anos a melhoria das condições de vida de cada rondoniense, de cada pessoa, de cada contribuinte”, prega o documento.

O plano enumera 11 quesitos. Construção de novas unidades escolares, melhorar as condições de trabalho e convívio entre todos; Implantar um programa de qualidade que premiar escolas e os profissionais; Investir em qualificação continuada e remuneração e melhores condições de trabalho dos servidores; Intensificar os programas Escola Integral; Garantia o acesso aos alunos em condições especiais; Ampliar o modelo de gestão compartilhada Policia Militar, Comunidade e SEDUC; Estrutura e ampliar a quantidade de bibliotecas públicas com computadores, acesso a internet, ampliando o acesso à informática; Ampliar e apoiar as Escolas Família Agrícola e projetos congêneres de formação continuada e de conhecimento técnico no meio rural.

Foram enumerados oito itens. Promover a qualidade técnica, profissional e gerencial e curto prazo nos setores da saúde visando atendimento humanizado; Valorização da carreira profissional e com programa de capacitação continuada dos servidores; Estruturar os hospitais regionais com equipamentos apropriados e contratar profissionais especialistas; Ampliar, reformar e equipar o Pronto Socorro de Porto Velho com equipamentos de última geração em alta complexidade de urgência e emergência de acordo com a demanda populacional; Criar o centro especializado em captação de órgãos e cinco centros de reabilitação no interior; Promover um programa de atenção à saúde na rede escolar; Investir na atenção básica da família e ampliar o programa fluvial de atendimento a saúde dos ribeirinhos.

Sobre esse assunto, sete pontos são principais no plano. Investir em treinamento continuado para os profissionais, utilizar novas sistemáticas para o policiamento ostensivo; Investir na qualificação da polícia técnica e científica e fortalecer as ações de estratégia de inteligência policial com aparelhamento e treinamento continuado com ênfase no trabalho preventivo, combatendo ao crime organizado e fiscal; Desenvolver programas socioeducativo; Garantir a manutenção das UNISPS; Criar seis delegacias especializadas em policiamento rural e conflitos agrários; Adequar o efetivo da polícia civil e garantir o justo ordenamento de sua política de salários e carreira.

Adotar estratégias concentradas com o apoio das entidades representativas do setor empresarial e dos trabalhadores para o crescimento econômico; Ampliar as ações de qualificação profissional que esteja sincronizado com as demandas do mercado; Realizar em parceria com setor rural organizado de Rondônia as centrais de compra e venda agropecuárias ao estilo e pequenos CEASAS; Ampliar o acesso ao crédito e investimento para abertura de novas empresas e efetivação de oportunidades de negócios ampliando a produção, ou emprego e a renda.

13 propostas foram incluídas no plano das quais; Ampliar o programa de capacitação dos agricultores na produção agroecológica, plantio, condução e manutenção de sistemas agroflorestais, adubação orgânica, defensivos alternativos, bancos de sementes e o correto manejo florestal; Incentivar a regionalização da agricultura; Incentivar a produção sustentável e a integração da lavoura e pecuária; Implementar o zoneamento social, econômico e ecológico; Apoiar a criação de agroindústrias através de políticas de incentivo; Identificar ampliar regularização fundiária no setor rural; Investir na melhoria e ampliação da estrutura logística; Apoiar a população ribeirinha e da região de fronteira; Promover programas com a iniciativa privada; Desenvolver e implantar um Programa Estratégico específico para os principais produtos de sustentabilidade financeira do setor rural e dar visibilidade comercial em toda América e Europa.

Desenvolver em parceria com a União, setor privado e as prefeituras o projeto do trem bala turístico e comercial de Rondônia para prover a agilidade de transporte entre Vilhena e Porto Velho e como também de Guajará Mirim a Porto Velho, gerando ativos econômicos, sociais e culturais para todo o estado; Investir na infraestrutura da cidade promovendo a melhoria da qualidade ambiental urbana, priorizando o saneamento básico, acesso e melhoria da qualidade da água, implantação e ampliação dos serviços de gestão de resíduos sólidos e esgotamento sanitário. Investir na melhoria das estradas para garantir o acesso e escoamento da produção agropecuária e melhorar estrutura produtiva do diversos segmentos rurais para ampliar a produção de alimentos e de outros produtos.

Criar o Instituto de Floresta de Rondônia para executar a política de desenvolvimento florestal sustentável; Fortalecer os órgãos ambientais municipais; Fortalecer a gestão das bacias hidrográficas com ênfase na proteção dos recursos hídricos e recuperação ambiental da margens e calhas de canais fluviais; Estabelecer parcerias com as instituições de ensino superior e organizações para o desenvolvimento de projetos socioambientais.

O plano oferece cinco propostas. Ampliar o acesso à habitação digna e regularizada; viabilizar a urbanização e a regularização de loteamentos urbanos precários e da população de baixa renda; Incentivar e ampliar a participação da iniciativa privada no desenvolvimento de projetos habitacionais destinados a população de baixa renda; Reduzir a ocupação habitacional em áreas de risco ou de proteção ambiental, com a transferência dessas unidades para locais adequados, intensificar o monitoramento e recuperação dessas áreas a serem protegidas e viabilizar o financiamento de unidades habitacionais em condições especiais e subsidiadas para a população de baixa renda.

 


Veja também:

Fonte - NewsRondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.