News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 06 de Março de 2021

Livre

'HOUVE CAIXA 2, MAS NÃO COMPRA DE VOTOS', DIZ DIRCEU SOBRE PT

Petista conversa sobre política e o livro Memórias, Volume I, que ele lança nesta quarta-feira (29), em Brasília
Terça-Feira, 28 de Agosto de 2018 - 17:37

O ex-ministro José Dirceu conversa ao vivo com o Metrópoles, na tarde desta terça-feira (28/8), sobre o lançamento do livro Memórias, Volume I. O bate-papo é conduzido pelo jornalista Eumano Silva na sede do portal, no Lago Sul.

O primeiro evento de divulgação do livro está marcado para esta quarta-feira (29), no Sindicato dos Bancários (514/515 Sul), às 10h.

Questionado sobre o envolvimento do Partido dos Trabalhadores em casos de corrupção, o ex-ministro negou a compra de votos no Congresso. “Houve caixa dois, mas não compra de votos. Nessa eleição estão comprando voto a R$ 100 reais no Brasil inteiro, mas nós não. Nós não temos dinheiro para fazer essa campanha. O PT não tem recurso para fazer essa eleição”, comentou.

Para Dirceu, “em todas as frentes o governo Lula avançou no limite”. Ele defende que o ex-presidente foi o que mais colaborou para o desenvolvimento da educação no país e reconheceu: “não fizemos um governo socialista, mas fizemos um governo que fez muito, tanto que recebe o apoio da maioria dos brasileiros”, avalia.

Assista a entrevista

O périplo para o lançamento da obra se assemelha a uma campanha eleitoral. O petista percorrerá o país para divulgar o livro. Em 4 de setembro, ele estará no Rio de Janeiro. O lançamento ocorrerá no Circo Voador, às 19h. Depois, o ex-ministro segue em maratona. Vai a Vitória, no Espírito Santo, percorrerá todo o Nordeste, até chegar em Belém. Tudo a bordo de um micro-ônibus. Só em seguida, voltará a Brasília, o que provavelmente ocorrerá depois das eleições.

O primeiro volume concentra as memórias de Dirceu até o início do Mensalão. Na publicação ele expõe fatos sobre os principais líderes da política brasileira nos últimos 50 anos. Aborda sua luta contra a ditadura militar, a redemocratização, a derrubada do presidente Fernando Collor, a oposição aos governos de Fernando Henrique Cardoso, a eleição de Lula e Dilma e o atual momento político do país.

José Dirceu ministro da Casa Civil no primeiro mandato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ele foi preso na 17ª fase da operação Lava Jato e, posteriormente, condenado a 30 anos e 9 meses de prisão, por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. No mês passado, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu a execução da pena e o liberou da prisão.

Fonte - 010 - metropoles

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.