News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 01 de Março de 2021

12 anos

VÍDEOS MOSTRAM QUE ASSESSOR DE IVO CASSOL BATEU O CARRO MOMENTOS ANTES DE AFOGAMENTO

Polícia Civil aguarda laudo cadavérico para relacionar os fatos. De acordo com familiares, a vítima fazia uso de medicamento controlado
Sexta-Feira, 24 de Agosto de 2018 - 11:02

O assessor parlamentar Aloísio Bergamin, 45 anos, sofreu um acidente momentos antes de morrer afogado no Lago Paranoá. O corpo dele foi encontrado na manhã da última terça-feira (21/8). De acordo com Henry Galvino, delegado adjunto da 9ª Delegacia de Polícia, por volta das 2h do mesmo dia, o servidor bateu o carro no muro de uma residência na QI 7 do Lago Norte. A colisão foi flagrada pelas câmeras de segurança existentes no local.

“Ainda não podemos estabelecer nenhuma ligação. Apenas com o laudo cadavérico isso será possível, mas não descartamos nada”, afirmou o policial em coletiva realizada na tarde desta quinta-feira (23).

Veja os vídeos:

 

Aloísio teria fugido do local do acidente, com seus cães, e se dirigido à Ql 9, próximo de onde foi encontrado. Segundo familiares, o assessor fazia uso de medicamento controlado e apresentava sinais de transtorno bipolar e depressão.

O delegado confirmou que o homem “saiu transtornado de onde morava”. O servidor trabalhava no gabinete do senador Ivo Cassol (PP-RO) e dividia uma república com dois amigos no Lago Norte. “Nenhuma linha está descartada. Inicialmente, trabalhamos com afogamento, mas nem a hipótese de homicídio pode ser descartada”, explicou Henry Galvino.

O morador da casa onde houve a colisão e os amigos que moravam com o assessor foram as únicas pessoas ouvidas pela polícia até o momento.

Exames

A PCDF pediu exames toxicológicos para saber se Aloísio estava sob efeito de medicamentos ao morrer afogado. “Nossa principal linha de investigação leva a crer que a vítima poderia estar desorientada ou sob efeito de algum remédio”, explicou, na manhã desta quinta-feira (23), a delegada Mônica Ferreira, titular da 9ª DP.

Conforme laudo do Instituto Médico Legal (IML), Bergamin faleceu por afogamento. Ao ser retirado das águas pelos militares, o assessor trajava apenas camiseta azul e cueca. Ele não apresentava sinais de que tivesse sofrido qualquer violência.

O cadáver foi reconhecido por Sandro Bergamim, irmão de Aloísio e candidato a deputado distrital pelo PP.  De acordo com informações da PCDF, o carro da vítima, localizado na QI 7 do Lago Sul, constava sinais de batida.

Cachorros de estimação

Segundo um assessor e colega do servidor, instantes antes de seguir para o Lago Paranoá, a vítima foi vista colocando os cachorros de estimação dentro do seu veículo.

Cassol comentou o ocorrido e pediu a apuração das circunstâncias da morte. O político destacou o empenho e a dedicação de Aloísio durante o expediente. “Ao longo desses anos, sempre foi um servidor excelente, fazia um bom trabalho, era dedicado e muito amigo de todos. Lamento essa perda”, disse.

Clara Baringo, 32 anos, que costuma praticar remo no Lago Paranoá todas as manhãs, foi quem primeiro viu o cadáver de Aloísio. Imediatamente, a jovem acionou a polícia. “Eu estava remando com mais seis colegas, quando olhamos algo estranho boiando no lago. Inicialmente, pensamos que seria uma sacola de plástico, mas chegamos mais perto e percebemos que era um corpo. Ficamos em choque”, contou.

Para os bombeiros, considerando-se as características do cadáver, a morte do assessor parlamentar pode ter ocorrido em um período máximo de 48 horas. Aloísio tem algumas tatuagens nas costas, imagens que parecem guerreiros ou Jesus Cristo. O CBMDF atendeu a ocorrência com três viaturas e oito militares. O local permaneceu aos cuidados da Polícia Civil.

Fonte - 010 - metropoles

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.