News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 13 de Abril de 2021

Livre

HISTÓRIA DO CARNAVAL EM PORTO VELHO – CLUBES - POR SÍLVIO M. SANTOS

Como dissemos, os Corsos dominaram os desfiles carnavalescos em Porto Velho, até o início dos anos 50, porém, os clubes existentes à época, mantinham seus blocos, com o intuito de animar os bailes carnavalescos.
Quinta-Feira, 23 de Agosto de 2018 - 10:14

Como dissemos, os Corsos dominaram os desfiles carnavalescos em Porto Velho, até o início dos anos 50, porém, os clubes existentes à época, mantinham seus blocos, com o intuito de animar os bailes carnavalescos.

Esses bailes começavam a ser realizados a partir do mês de outubro, quando os clubes promoviam os famosos “Grito de Carnaval”. Vale salientar, que os grandes cordões carnavalescos, pertenciam aos clubes Internacional, Noroeste e Ypiranga.

O Noroeste era dirigido pelo seu Elias Gorayeb e era frequentado pelas famílias dos seringalistas e comerciantes mais abastados. O Ypiranga tinha como sócios os chamados “Categas”, funcionários públicos que exerciam cargos de confiança, na Madeira-Mamoré, na Prefeitura e depois no Governo do Território Federal do Guaporé.

O Clube Internacional funcionava como se fosse o Clube Oficial da cidade, já que reunia o alto escalão dos funcionários da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

Contam os mais antigos, que em determinada época ou quando Aluízio Pinheiro Ferreira assumiu a direção da Estrada de Ferro (1931) e depois como primeiro governador do Território Federal do Guaporé (1943), os bailes no Internacional só começavam quando ele chegava.

O Clube Internacional fechou suas portas, na segunda metade dos anos 1950. Era um casarão de madeira que ficava a Rua Sete de Setembro, justamente onde hoje se encontra a sede do Ferroviário Atlético Clube. Seu bloco carnavalesco só brincava na sede, quer dizer, não participava dos desfiles pelas ruas da cidade, nem mesmo em Corsos.

O Ypiranga que existe desde 1917, sempre se destacou nos desfiles carnavalescos colocando seus blocos. A grande pedida no início da nossa Porto Velho, foi o Bloco do Noroeste.

Apesar da grande animação nos bailes carnavalescos desses clubes, nosso carnaval de rua só passou a “pegar fogo” de verdade, a partir de 1950, quando os clubes sociais passaram realmente a dominar com os desfiles dos seus blocos.

Fonte - 015 - Silvio Santos / NewsRondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.