O CRIME EM RONDÔNIA - INFELIZMENTE ATÉ NA NETFLIX NOSSO ESTADO É DESTAQUE NEGATIVAMENTE; VEJA TRAILER

O crime em Rondônia. Infelizmente nosso estado vem se destacando na imprensa nacional, e agora até na imprensa internacional, não pelas belezas, mas sim pela criminalidade.
Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018 - 14:23

Porto Velho, RO - O crime em Rondônia. Infelizmente nosso estado vem se destacando na imprensa nacional, e agora até na imprensa internacional, não pelas belezas, mas sim pela criminalidade.

Rondônia vai ser destaque, através de um documentário produzido pelo repórter investigativo Raphael Rowe, que será exibido pela Netflix, na segunda temporada da série “Por Dentro das Prisões mais Severas do Mundo".

Rafael passou uma semana infiltrado no presídio popularmente conhecido na capital Porto Velho como, "Pandinha". A população Rondoniense conhece muito bem a fama deste presídio, afinal, quem não lembra da chacina ocorrida em seu vizinho, o Urso Branco?

As rebeliões no sistema carcerário, em outrora, despertou até a Corte Interamericana de Direitos Humanos, por causa da carnificina. Em outras palavras chulas, a maldade do ser humano foi bem mais além. Para isto, devemos voltar no tempo, mais precisamente no dia 1 de Janeiro de 2002, quando iniciou-se uma grande rebelião, com dezenas de mortes.

Dezoito horas após o início da chacina, a tropa de choque conseguiu adentrar no presídio, e juntamente com a direção divulgaram o resultado da rebelião: 45 mortos a golpes de “chuços”, que são armas artesanais, fabricadas pelos próprios presos, pontiagudas e cortantes. Presos tiveram as cabeças decepadas, braços e pernas mutilados. Mais tarde, o governo do Estado volta atrás e divulga como definitivo um saldo de 27 mortes de internos. Para se ter uma noção, até partida de futebol, com a cabeça das vítimas foi disputada (é o relato).

QUEM É O REPÓRTER/JORNALISTA?

Raphael Rowe é um jornalista investigativo , mais conhecido por seu trabalho com a BBC Panorama . Rowe foi condenado em 1990 por homicídio como parte do M25 Three . Depois de doze anos na prisão, as condenações de Rowe e seus dois co-réus, Michael George Davis e Randolph Egbert Johnson, foram consideradas "inseguras" em julho de 2000, após uma série de apelos frustrados que começaram em 1993.

Durante seu tempo na prisão, Rowe estudou jornalismo por meio de um curso por correspondência . Após a sua libertação, depois de um ano viajando pelo mundo, Rowe juntou BBC Radio 4 's Hoje programa, como um repórter. Ele então se tornou repórter da BBC Six O'Clock News e repórter da BBC Panorama.

 

Fonte - Anderson Nascimento - NewsRondonia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.