News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 30 de Novembro de 2020

Livre

LENHA NA FOGUEIRA: ARRAIAL FLOR DO MARACUJÁ

Até a manhã de ontem (quinta feira dia 03), o assessor do superintendente da Sejucel Fabiano, estava aguardando a direção da Federação de Grupos Folclóricos de Rondônia – FEDERON para conversar sobre a estrutura do Arraial Flor do Maracujá.
Sexta-Feira, 04 de Maio de 2018 - 08:35

A diretoria d Federon já foi convidada por várias vezes e não compareceu, “assim fica difícil cumprir a data, que eles programaram para começar o Flor do Maracujá”, disse Fabiano.

Entramos em contato com o presidente Fernando Rocha e fomos informados, que a Federon está negociando com a prefeitura a possibilidade de terceirizar o Arraial. Segundo o presidente da Federon a prefeitura através da Funcultural está negociando com algumas empresas privadas, para que estas banquem as despesas do Flor do Maracujá.

Essas despesas são com arquibancadas, sonorização, iluminação, camarotes e subsídios para os grupos folclóricos. “A direção de uma Rede de TV, nos procurou e também fez uma proposta parecida com a da Prefeitura, ou seja, assumir as despesas do Flor do Maracujá, estamos aguardando a decisão das duas entidades”, disse Fernando.

Por outro lado, a Sejucel informa, que mesmo a prefeitura conseguindo patrocínio de empresas privada para a realização do maior evento folclórico da região Norte, é preciso que oficialize, pois, é preciso lembrar, que o espeço do Parque dos Tanques pertence ao governo do estado.

Em nossa opinião, caso a Federon e prefeitura de Porto Velho via Funcultural não oficializem que assumirão a produção do Arraial Flor do Maracujá pelo menos até a próxima semana, dificilmente cumprirão o que consta do calendário das festas juninas deste ano, que diz, que o Flor do Maracujá vai começar no dia 20 de junho. A burocracia é muito grande.

De qualquer maneira, vamos ficar torcendo para que tudo dê certo e os grupos dessa vez, sejam contemplados com subsídios suficientes para realizar uma grande festa.

Ano passado o repasse foi tão pouco, que os Bois Bumbás resolveram não participar de diputa, apenas se apresentaram. Já os grupos de quadrilha, concorreram ao prêmio de melhor do Arraial.

Por falar em eleição: A carnavalesca Anne Mamedes diretora jurídica da Federação das Escolas de Samba e Entidades Carnavalescas de Rondônia - Fesec, ligou solicitando “Direito de Resposta”, sobre o que publicamos a respeito da eleição da Entidade, marcada para acontecer na próxima terça-feira dia 8.

Solicitou mais não enviou, pelo menos, até o fechamento desta coluna as 17h30 de ontem. Assim sendo, continuamos aguardando o que a Advogada Anne Mamedes tem para contestar, sobre o que publicamos na coluna de ontem.

Aliás, a reunião que estava marcada para acontecer na noite de ontem, com os dirigentes das escolas de samba, em virtude da presença do Cantor Ciganarey em Porto Velho desde ontem ao meio dia e como o presidente e a Assessora Jurídica da Fesec são dirigentes da Escola de Samba Acadêmicos da Zona Leste, para acompanhar o intérprete de samba enredo, resolveram marcar a dita reunião, para a tarde deste sábado dia 5, no mesmo local.

Quem ficou igual touro brabo (botando fumaça pela venta), foi o Cabeleira da Escola Acadêmicos do Armário Grande que quer, por que quer, eleger o ANTONIO CASAMENTEIRO presidente da Fesec.

Quer dizer, casar a pretensão dos dirigentes das escolas Armário Grande, Os Diplomatas, Império do Samba, São João Batista e Unidos da Rádio Farol com o Casamenteiro do Mercado Cultural.

Pelo andar da carruagem, essa eleição da FESEC que até então, contava apenas com a chapa, apresentada pela escola de samba Asfaltão, vai feder a chifre queimado!

Fonte - 015 - Silvio Santos/News Rondonia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.