News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 16 de Janeiro de 2021

Livre

TRANSPORTE PÚBLICO: DEMORA EM PROJETO DE LICITAÇÃO ATRASA A VIDA DOS PORTO-VELHENSES

Até o momento o transporte público na maior capital do Brasil em extensão territorial é operado de forma emergência pelo “Consórcio Sim”
Quarta-Feira, 02 de Maio de 2018 - 16:02

Há três anos, o anúncio do fim do contrato da Prefeitura de Porto Velho com as empresas que prestavam serviço do transporte público deixava para trás um monopólio que permaneceu por infinitas gestões.

Na época o ex-prefeito o médico, Mauro Nazif (PSB/RO) esclareceu para a imprensa que “a empresa que viesse a operar o sistema, teria que colocar nas ruas pelos menos 200 veículos, sendo 40 a mais do que as antigas prestadoras ofereciam."

Com a sua licença, o transporte público foi herdado pela gestão do ex-promotor de Justiça, Hildon Chaves (PSDB/RO) que neste ano chega ao segundo mandato amargando alguns desafetos e tendo que administrar o “caos na saúde”.

Até o momento o transporte público na maior capital do Brasil em extensão territorial é operado de forma emergência pelo “Consórcio Sim”. 

Demora, ônibus sujos e lotados é a principal reclamação dos usuários. “Quando é no centro, os ônibus até passam rápido, mas quando é o inverso o tempo de espera pode passar de duas a três horas no ponto”, denuncia Daiane Ribeiro, estudante.

De São Paulo Negrão tinha uma vasta experiência na área do trânsito. Com boas idéias e estudos de planejamento, as pressões do cargo o levaram a demissão. 

Para o atual chefe da pasta, Carlos Costa, resta “arrumar e ainda atuar” perante situação. A impressão de quem está de fora é a de quanto mais se estuda o transporte municipal, mas complicado se torna geri-lo.

O secretário da Semtran não tem duvidas: “o transporte público de Porto Velho está em crise”. Para ele, o resultado da “crise” desembarca justamente no transporte público. 

“Está no valor da passagem cobrada, os descontos na passagem de estudante, a gratuidade para os idosos. Tem ainda os carros, as motos, mototaxi, táxi, táxi compartilhado e o Uber. Junta-se tudo isso e a soma é o que eu afirmo: um transporte em crise”, expõem o secretário.

Como organizar o trânsito? Para o secretário, o problema do trânsito em Porto Velho é uma herança pelos prefeitos passados. E não é um problema simples. A falta de pavimentação das ruas contribui para piorar.

Na próxima quinta-feira (9), uma audiência pública irá apresentar o projeto básico e as diretrizes do Edital de concessão do transporte público municipal. O evento está previsto para acontecer no Teatro Banzeiros, as 9 hs da manhã.

Fonte - Emerson Barbosa - NewsRondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.