Livre

EVENTO SOBRE CAFÉ DESTACOU A QUALIDADE DA PRODUÇÃO DE RONDÔNIA

Mariana Proença, jornalista especializada no assunto falou sobre o Mercado do Café e detalhou a temática com jornalistas de Porto Velho e pessoas apaixonadas por café.
Terça-Feira, 20 de Março de 2018 - 11:13

A jornalista Mariana Proença, especializada em café, ministrou uma palestra para profissionais que atuam na imprensa de Porto Velho, com o objetivo de apresentar nuances sobre este tema e apresentar o assunto como potencial de pautas, tendo em vista a existência de um público interessado neste segmento. Proença é editora da Revista Espresso, especializada em café e referência no assunto na América Latina.

Durante o encontro ela destacou o potencial existente no Mercado do Café e citou como referência, países como a Coréia do Sul, cuja população possui o hábito de tomar chá, mas vem demonstrando mudança neste costume, atualmente a Coréia do Sul possui 80 mil cafeterias e no Brasil, apesar de ser produtor de café ainda existe cerca de 30 mil cafeterias.

A palestrante visitou produtores de café no interior do Estado e destacou a qualidade de nossos produtos. "É importante que se construa um monitoramento desde o produtor até o fechamento do ciclo. E Rondônia já tem isso, o que faltava no café de Rondônia era só contar sua história", observou.

O evento foi realizado no espaço do Juninho Soft Café, em Porto Velho, que serve café robusta com grãos selecionados da produção do Estado. Bruno Assis, falou com entusiasmo da oportunidade de discutir o tema. "É importante para profissionais da imprensa e amantes do café saberem da existência de cafés especiais usando unicamente cafés de Rondônia". Bruno destacou a importância da palestra de Mariana Proença, que também é curadora da Semana Internacional do Café, uma das feiras mais importantes do mundo no segmento. "Quer dizer que estamos no caminho certo", definiu.

Livi Michele participou da palestra e falou de sua experiência como barista: "Fiz o curso fora de Rondônia e lá aprendemos que nosso café, o robusta, não é conhecido como café especial, não podia ser. Mas agora estamos mostrando que é sim, que é possível fazer um café especial com o robusta, é tudo uma questão de processo, de tratamento. E isso tem que chegar lá fora... Essa é uma boa oportunidade de mostrar que Rondônia tem sim, um café de qualidade, um café especial".

Fonte - 012 - assessoria

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.