News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Sabado, 05 de Dezembro de 2020

Livre

DEPUTADO JESUÍNO RECEBE PARECER TÉCNICO INFORMANDO SOLUÇÃO DOS PROBLEMAS NO GINÁSIO CLÁUDIO COUTINHO

De acordo com o Parecer Técnico assinado pelo Coordenador da Fiscalização de Obras, Engenheiro Cezar Oliveira de Souza, o ginásio passou por vistoria geral.
Segunda-Feira, 19 de Março de 2018 - 17:47

Durante audiência de instrução legislativa realizada no dia 12/3, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, para esclarecer sobre denúncia recebida em relação a problemas de infiltração no telhado, piso, cadeiras e corrimão soltando do Ginásio Claudio Coutinho em Porto Velho, a Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão – Sepog, após pedido do deputado Jesuíno Boabaid (PMN), encaminhou ao gabinete do parlamentar, oficio nº 070/2018/PIDISE/SEPOG de 19 de março de 2018, nota técnica sobre a execução da obra e suas problemáticas.

De acordo com o Parecer Técnico assinado pelo Coordenador da Fiscalização de Obras, Engenheiro Cezar Oliveira de Souza, o ginásio passou por vistoria geral e foram constatados os seguintes problemas:

GOTEIRAS

Vistoria “in loco” entre a construtora e a Sepog identificou que chuvas com ventos fortes promoviam a passagem de água entre as cumeeiras e as telhas devido à ausência de uma vedação necessária e indicada para telhas metálicas com baixa inclinação, foi startado procedimento para o reparo na cobertura com a sua vedação e eliminação das goteiras. O custo do serviço de vedação é de R$ 6.685,88 e será debitado para a Engeron, construtora responsável pela obra do Ginásio.

PISO DANIFICADO

As goteiras começaram a danificar o piso em madeira do ginásio e por esse motivo, foi startado procedimento para contratação de empresa especializada no repasso do mesmo. O valor da contratação é de R$ 6.300,00 com prazo de 15 dias úteis para a conclusão. O serviço do piso será iniciado assim que concluído o serviço da cobertura.

CORRIMÃO E CADEIRAS SOLTOS

Tais itens, pela menor urgência e pela inexistência de mariores prejuízos, e considerando que trata-se de danos ao uso ou mesmo vandalismo, deverão ser solucionados através da Sejucel com notificações a empresa Engeron para que possa ser tomado as medias cabíveis para a solução do problema.

Por fim, audiência de instrução está agendada para o dia 26 de março com a participação da Sejucel, Seduc, Sefin, Sepog, Searh e procuradoria para definir as questões pertinentes ao Fundo do Esporte e Lazer e também quanto à gestão do ginásio.

Fonte - 015 - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.