Segunda-Feira, 19 de Março de 2018 - 10:18 (Política)

L
LIVRE

DORIA VENCE PRÉVIAS E SERÁ O CANDIDATO TUCANO AO GOVERNO DE SÃO PAULO

Para concorrer ao governo, Doria terá de deixar a prefeitura até 7 de abril.


Imprimir página

O prefeito de São Paulo, João Doria, deverá disputar o governo de São Paulo pelo PSDB. Com 80%  dos votos, ele venceu as prévias do partido nesse domingo (18). O secretário estadual e deputado federal Floriano Pesaro teve 7,3% dos votos, o empresário Luiz Felipe D’Ávila conseguiu 6,6% e o suplente de senador José Aníbal, 6%.

Para concorrer ao governo, Doria terá de deixar a prefeitura até 7 de abril. O tucano, que chegou a assinar compromisso durante sua campanha à prefeitura de que concluiria o mandato se fosse eleito, tentou minimizar a acusação de que estava descumprindo uma promessa feita aos eleitores.

“São Paulo não perde um gestor. São Paulo ganha dois gestores. Um no governo e outro na prefeitura”, disse. Com a renúncia de Doria, a prefeitura será conduzida pelo vice-prefeito da capital paulistana, Bruno Covas, neto do ex-governador Mário Covas (PSDB), um dos principais nomes da história do partido.

“Nossa vitória em São Paulo vai, sim, contribuir para asfaltar a candidatura de Alckmin à Presidência”, disse Doria. O governador paulista, que é pré-candidato à Presidência, acompanhou os discursos das prévias, mas não compareceu ao anúncio do resultado da disputa. “Ele não tinha obrigação de vir aqui. As prévias foram realizadas pelo diretório do PSDB”, disse o prefeito. “Não há nenhum tipo de problema [com a ausência]”, minimizou Doria.

Alckmin cogita ter dois palanques em São Paulo. Pode apoiar, além de Doria, o seu vice, Márcio França (PSB), que assumirá o cargo em abril quando o tucano deverá renunciar ao mandato para postular a Presidência da República. “Não há nenhum problema. Quantos palanques forem necessários para ajudar a eleger Geraldo Alckmin”, disse o prefeito paulistano.

Fonte: 015 - Congresso em Foco

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias