Quinta-Feira, 15 de Março de 2018 - 19:00 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: BICHOS SOLTOS

Será que os ratos que passeavam no Hospital João Paulo II resolveram dar uma volta e pararam para “brechar” as detentas do Presídio feminino?


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Dia triste! Ainda querem que meu marido entre na Política, só tem bandido!! Fala sério” – Fernanda Venturini esposa do técnico Bernadinho, sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, no Rio.

1-Ping-pong

A ministra Carmem Lúcia recebeu a trupe do PT e seus anexos com 26 ínclitos parlamentares ao todo que busca livrar Lula da cadeia e não se fez de rogada.

Repetiu a ladainha e com a raquete na mão despachou a “tchurma do blinda aê Carminha” com uma cortada indefensável: o pedido de HC da defesa de Lula não depende dela para ser analisado no STF. Tradução: é para São Fachin que a “tchurma” deve acender velas e elevar as preces. Ocorre queFachin disse que vai esperar que a presidente do STF marque a data de julgamento. É lá y ká como diria Millôr Fernandes. Ping-pong!

2-Greve togada

Juízes iriam entrar em greve hoje por conta do auxílio moradia. Pena. O Judiciário, maior fiscal da sociedade e balizador dos outros dois poderes, se apequena e com um argumento que deslustra o preparo intelectual dos que defendem a greve e o auxílio. Ora a reclamação não é contra o juiz, seu trabalho e eventual salário abaixo do valor merecido.

É contra o auxílio, o objetivo e forma como é pago. Que o tal auxílio, disfarçado em reforço salarial se transforme em salario real, tributável, que não permite ilações. Juízes merecem salários dignos, definidos a partir de regras públicas e transparentes. A pecha de marajá é ruim para o juiz e sociedade. E a greve está sendo um fiasco.

3-Golpe sindical. Pode?

A “tchurmado mamãe eu quero mamar” da República Sindical Brasileira está na maior fissura e aí a inventividade aflora. Como não é mais obrigatório o recolhimento da contribuição sindical, alguns sindicatos estão dando uma de “João Sem Braço” fazendo assembleias em que alguns integrantes participam e aprovando a cobrança.

Depois é só enfiar o esperto sindicato numa pasta debaixo do braço e pintar nas empresas alegando que representam a vontade da categoria. O golpe está na rua mas entidades patronais de fortes setores, com mais de 14 milhões de empregados, discordam. A propósito, o tributo só pode ser descontado caso o funcionário dê a autorização individual. É lei.

4-Estado bandido

Não é repeteco de ontem. É continuação: O bando de celerados, bandidos, aproveitadores e enfim, a fina flor da baixa canalha que se instalou na capital e mais 11 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, numa área de 350 km² com população estimada em 2 milhões de pessoas acima portanto do total de habitantes do estado de Rondônia fez outra vítima.

A vereadora Marielle Franco foi assassinada em seu carro no centro do Rio, por volta da 21h30. Além de Marielle o motorista foi baleado e morreu. Sigo daqui com o post de ontem: Isso se deu porque as autoridades cariocas deixaram que a leniência, a ausência e a incompetência do estado oficial fosse substituído pelo estado bandido das milícias que coagem a população a usar transporte, gás, segurança e TV a cabo, além de consumir água e alimentos da cesta básica de milicianos. Execução bárbara.Tá feio!

5-Bichos soltos

Será que os ratos que passeavam no Hospital João Paulo II (veja aqui) resolveram dar uma volta e pararam para “brechar” as detentas do Presídio feminino?

Será que só o presidente do Singeperon, Sidney Andrade, sabia da infestação de ratos e tanto que protocolou denúncia junto ao Tribunal de Justiça, Ministério Público Estadual, Ministério Público Federal, Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, Defensoria Pública, Conselho Estadual de Direitos Humanos e Secretaria de Estado de Justiça? Será que com o presídio novo, feito com dinheiro de compensações das usinas não seria mais lógico que fosse utilizado? Ou será que soltam os bichos sobre as detentas como parte de um castigo ou pena das coitadas? 

6-Uma ideia jerical

O governador do Ceará, Camilo Santana agiu firme contra a violência: alugar carro blindado para si, sua família e autoridades. No edital os detalhes para “garantir a segurança e integridade pessoal do Sr. Governador do Estado e de seus familiares, do Vice-Governador, assim como de Autoridades Governamentais em visita oficial ao Estado”.

120 veículos alugados com transmissão automática, mínimo de 1800 cilindradas, sedan, 4 portas, ar-condicionado, direção hidráulica, banco de couro, som para CD e MP3, fumê conforme regulamentação da Legislação de Trânsito; vidros e travas elétricas; airbag; capacidade para 5 passageiros; motorista e combustível por parte da contratante; seguro completo, incluindo terceiros, franquia reduzida; quilometragem livre. E veículos que tenham ano de fabricação até 2017. E o cearense só no busão. Pobre é igual a cachimbo. 

[email protected]
Facebook Leo LadeiaII

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias