Quarta-Feira, 14 de Março de 2018 - 21:15 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: ESTADO BANDIDO

O bando de celerados, bandidos, aproveitadores e enfim, a fina flor da baixa canalha se instalou na capital e mais 11 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, numa área de 350 km² com população estimada em 2 milhões de pessoas acima portanto do total de habitantes do estado de Rondônia.


Imprimir página

FRASE DO DIA:

“Ninguém resiste à ideia de um gênio aleijado” – Stephen Hawking, o físico que vivia numa cadeira de rodas e que apesar da limitação revolucionou o mundo, morto hoje, falando sobre si mesmo.

1-Ordem e Progresso I

O ministro Barroso, do STF que havia determinado quebra do sigilo do presidente Temer por conta da investigação que apura suposto pagamento de propina na edição do decreto feito sob medida para empresas que atuam nos portos, autorizou que s advogados de defesa acessem sua decisão.

Porém condicionou que o acesso somente seja permitido "tão logo esteja documentada nos autos a prova decorrente das diligências sigilosas deferidas". Das duas uma: ou o ministro está recheado de provas ou blefa. Tradução: antes de progredir é preciso colocar ordem e não dar bandeira.

2-Ordem e Progresso II

Foi no auge das escaramuças do Gilmar contra Janot, Moro, os “juvenis procuradores” do MPF e à Lava Jato que levou “sob vara” a alma mais honesta do país para depor que surgiu uma ideia: o fim da condução coercitiva.

O tempo passa, o tempo voa e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu da decisão liminar do ministro Gilmar Mendes, que deu tal ordem sob a ótica de que se tratava de procedimento inconstitucional. Dodge teria feito dois pedidos: que Gilmar Mendes reconsidere a decisão ou que leve o caso ao plenário do STF. Tradução: por que não aplicar o que está previsto no Código Penal? Vamos por ordem. Decisão monocrática que se eterniza é a treva!

3-Ordem e Progresso III

O ministro Barroso partiu pra cima do tal indulto de natal pondo ordem nas coisas e determinando critérios mais rígidos naquela água açucarada do Temer. Aliás, parte do decreto de indulto natalino foi suspensa em 2017 por decisão da presidente do STF, Cármen Lúcia atendendo pedido da PGR.

Agora Barroso determinou que ficam sem direito ao indulto os condenados nos "crimes de colarinho branco" como corrupção e lavagem de dinheiro e fixou prazo maior para o cumprimento da pena a fim de que o apenado tenha acesso ao benefício e com duas regras ressalvadas: cumprimento de ao menos um terço da pena em lugar de 20% dela e que a condenação não tenha sido superior a oito anos de prisão. Com isto a ordem volta ao ponto anterior com correções mais apropriadas.

4-Estado bandido

O bando de celerados, bandidos, aproveitadores e enfim, a fina flor da baixa canalha se instalou na capital e mais 11 municípios da Região Metropolitana do Rio de Janeiro, numa área de 350 km² com população estimada em 2 milhões de pessoas acima portanto do total de habitantes do estado de Rondônia.

E isso se deu porque as autoridades cariocas deixaram que a leniência, a ausência e a incompetência do estado oficial fosse substituído pelo estado bandido das milícias que coagem a população a usar transporte, gás, segurança e TV a cabo, além de consumir água e alimentos da cesta básica dos milicianos. Não será fácil desmontar a corrupção e a criminalidade no Rio. Tá feio!

5-Pé direito togado

A presidente do Carmem Lúcia do STF ao que parece quer evitar a politização da Justiça e diz que não se deve apequenar a Suprema Corte. A pressão para reduzir o pé direito do STF é grande e o PT está juntando gente para uma visita à ministra, o que deve ocorrer hoje no fim da tarde. E como lida a ministra com a pressão? Ela vai na canela: “Eu não lido. Eu simplesmente não me submeto à pressão.” Apesar do tratamento de rapapés e cortesias, a ala política que quer blindar Lula contra a prisão resmunga e azedos, vociferam na antessala. Para eles Carmem Lúcia não se preocupou com a altura do pé direito da Corte quando o enrolado Aécio Neves estava na berlinda. Carmem Lúcia está numa sinuca. Se correr o bicho pega e se ficar, você já sabe. Amanhã a gente sabe...

6-Uma ideia jerical

O governador do Ceará, Camilo Santana agiu firme contra a violência: alugar carro blindado para si, sua família e autoridades. No edital os detalhes para “garantir a segurança e integridade pessoal do Sr. Governador do Estado e de seus familiares, do Vice-Governador, assim como de Autoridades Governamentais em visita oficial ao Estado”.

120 veículos alugados com transmissão automática, mínimo de 1800 cilindradas, sedan, 4 portas, ar-condicionado, direção hidráulica, banco de couro, som para CD e MP3, fumê conforme regulamentação da Legislação de Trânsito; vidros e travas elétricas; airbag; capacidade para 5 passageiros; motorista e combustível por parte da contratante; seguro completo, incluindo terceiros, franquia reduzida; quilometragem livre. E veículos que tenham ano de fabricação até 2017. E o cearense só no busão. Pobre é igual a cachimbo. 

[email protected]tmail.com
Facebook Leo Ladeia II

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias