Quarta-Feira, 14 de Março de 2018 - 17:02 (Geral)

L
LIVRE

INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS TRARÃO BENEFÍCIOS AOS SERVIDORES

Segundo defendeu o presidente Walter Waltenberg, são para melhorar inclusive a rotina de trabalho para os servidores.


Imprimir página

As inovações tecnológicas adotadas pelo Tribunal de Justiça de Rondônia, segundo defendeu o presidente Walter Waltenberg, são para melhorar inclusive a rotina de trabalho para os servidores. Embora o foco seja o atendimento, a preocupação com o servidor também é levada em conta na hora de tomar as decisões que mudarão o rumo do Judiciário no Estado, garantiu o desembargador ao receber Gislaine Caldeira, presidente do Sindicato dos trabalhadores no Poder Judiciário de Rondônia (Sinjur). A dirigente sindical trouxe ao presidente a preocupação dos servidores diante das notícias de substituição dos cartórios tradicionais por centrais de processos eletrônicos, mais ágeis, econômicas e modernas.

O presidente esclareceu que as remoções são o último recurso para adequação do quadro à nova realidade, ao invés disso será dada a oportunidade de trabalho “home-office” (trabalho em casa), opção já regulamentada em muitos Tribunais. Outro dado importante levantado pelo secretário administrativo, Gian Francesco de Oliveira Gomes, é que para esse ano já são 324 adesões no programa de aposentadoria, o que poderá gerar deficiências e não sobra de servidores. “É mais provável que tenhamos que convocar novos servidores concursados do que removê-los”, informou.

Caso seja necessário, adiantou o desembargador Waltenberg, será publicado um edital para remoção voluntária, com previsão de ajuda de custo a quem aderir.

Gislaine Caldeira reforçou que os direitos e o bem-estar dos servidores devem estar à frente de todas as inovações no ambiente de trabalho. Por sua vez, o presidente se disse disposto à parceria com a categoria, inclusive ressaltou que mantém comunicação direta com os servidores por meio de grupos de WhatsApp, para receber sugestões e críticas à sua gestão.

A presidente do Sinjur levou ao presidente as diversas dúvidas e temores dos servidores, que foram prontamente respondidas pelo desembargador. Ele reforçou que as portas estão sempre abertas aos representantes dos servidores.

Também participou da reunião, nessa segunda-feira, 12, na Presidência do TJRO, o diretor financeiro do Sinjur, Rafael Ricci. O encontro ocorreu após a sessão do Tribunal Pleno que aprovou resolução para que o TJ de Rondônia busque uma alternativa mais viável que o PJe, alvo de reclamações e que ainda não chegou a todas as áreas da Justiça. O presidente defende a adoção de ferramenta que seja capaz de entregar ao cidadão um Estado Digital, eficaz e mais próximo da sociedade.

Fonte: 015 - Assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias