Quarta-Feira, 14 de Março de 2018 - 15:57 (Polícia)

18
Não recomendado para menores de 18 anos

COM SACO PLÁSTICO NA BOCA GRÁVIDA É ENCONTRADA MORTA DENTRO DE APARTAMENTO

Segundo homem que lhe matou, a intenção não era matá-la, mas “apenas silenciá-la”. O caso aconteceu no RJ. Confira!


Imprimir página

Rio de Janeiro - Matheus Almeida da Silva, de 23 anos, foi preso nessa segunda-feira (12), depois de confessar a morte de Katyara Pereira da Silva, sua ex-mulher grávida de cinco meses. A jovem foi encontrada nesta segunda-feira (12), no apartamento em que morava com a filha de dois anos, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro.

De acordo com a polícia, a vítima foi espancada e tinha um saco plástico na boca que foi usado para asfixiá-la. O bebê também não resistiu. Em depoimento, Matheus contou que foi ao apartamento de Katyara e os dois acabaram discutindo.

A mulher teria se exaltado e para contê-la, o suspeito colocou um saco na boca dela e em seguida a agrediu com tapas e socos. Ao perceber que a grávida tinha morrido, ele fugiu. Segundo Silva, a intenção não era matá-la, mas “apenas silenciá-la”.

O casal tinha uma filha e um relacionamento conturbado. Os dois haviam se separado recentemente e Matheus duvidava se a criança que Katyara esperava era de fato filho dele. O motivo da briga entre eles não foi revelado, mas o homem deve responder por feminicídio.

Fonte: 012 - Portal do Holanda

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias