Quinta-Feira, 08 de Março de 2018 - 10:54 (Polícia)

14
Não recomendado para menores de 14 anos

HOMEM É ACUSADO DE MATAR ESPOSA AO USAR BOMBA COMO BRINQUEDO SEXUAL

Investigações apontam hemorragia interna como a causa mais provável da morte da mulher.


Imprimir página

Uma mulher acabou morrendo de forma trágica depois de seu marido ter usado uma bomba-morteiro como brinquedo sexual após voltarem de um bar em Arequipa, no Peru.

Ocorrido no ano passado, o caso só foi divulgado pela mídia peruana esta semana, em decorrência da prisão de Ruben Valera Cornejo por suspeita de homicídio da esposa, informa o portal IG.

Em seu depoimento, o homem disse à polícia que não se recorda do ocorrido por ter consumido bebida alcóolica em excesso. No interrogatório, Cornejo relata lembrar apenas quando sua esposa Yubitza Llerena pedia-lhe que introduzisse objetos aleatórios nela durante a relação sexual. Ele afirma ter adormecido, encontrando a mulher morta na manhã seguinte. O homem, no entanto, negou que tenha utilizado o morteiro na esposa durante o sexo.

Os responsáveis pelas investigações apontaram que o explosivo foi encontrado com manchas de sangue e pelos pubianos dentro de uma bolsa na casa onde moravam juntos, noticiou o The Sun. O chefe de polícia de Arequipa, Javier Arana, disse que a bomba-morteiro, com cerca de 40 cm de comprimento e 5 cm de largura, não estava ativo, e provavelmente, servia como um objeto decorativo na residência. "Além desses objetos, muitos analgésicos foram encontrados na casa. Ainda não sabemos informar se Llerena consumiu os comprimidos para amenizar a dor”.

A família da vítima acusam Cornejo de feminicídio e pedem pena de prisão máxima. “Ruben deve ficar na prisão pelo que fez com a minha filha, eu não vou descansar até vê-lo atrás das grades por muito tempo”, desabafou o pai de Yubitza, Washington Llerena. Hemorragia interna foi apontada pelos policiais como a causa mais provável da morte da mulher.

Fonte: 015 - Notícias ao Minuto

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias