Quinta-Feira, 01 de Março de 2018 - 16:42 (Colaboradores)

L
LIVRE

POLÍTICA & MURUPI: UBER - FALTA POUCO PARA SER OFICIAL

Outra alteração é a desobrigação da placa vermelha. E mais, os motoristas devem ter certidão negativa de antecedentes criminais, ser contribuinte individual no INSS, portador de carta categoria B ou superior e que tenha informação de que ele exerce atividade remunerada


Imprimir página

1-Marina, Marina você se pintou?

Assim falou Marina Silva: “Todo cidadão ficha limpa deve ter o direito de disputar uma eleição sem depender de filiação partidária. A maioria dos partidos deixou de fazer política para fazer negócios espúrios. Defendo a renovação política por meio de candidaturas independentes desde 1996.”

A “cumádi” não quer mais partidos, mas continua no comando da Rede que é muito meia boca, mas tem o fundo partidário. $erá i$$o Marina? E sem partido não há o risco de daro Tiririca na cabeça?

2-Passando o chapéu

Ainda que não creiam no milagre os governadores estarão em Brasília com suas listas de desejos e se o governo der sopa, com uma caixa repleta de sugestões para a segurança. O que mais querem o governo menos tem: bufunfa. Há tempo não pinga nada. O governo não sabe quanto a intervenção do Rio vai custar e não tem ideia do que fazer com os outros estados.

Mas os governadores esperam que, na reunião marcada para esta quinta-feira, em Brasília, Temer demonstre seu amor sua generosidade para os outros Estados da federação.

3-Bafão togado, a revolta

O ministro Barroso rodou o pau de bater em doidoe deu no pé da ôreia do Gilmar Mendes: “Jamais antecipei julgamento. Nem falo sobre política. Eu vivo para o bem e para aprimorar as instituições. Sou um juiz independente, que quer ajudar a construir um país melhor e maior. Acho que o Direito deve ser igual para ricos e para pobres, e não é feito para proteger amigos e perseguir inimigos. Não frequento palácios, não troco mensagens amistosas com réus e não vivo para ofender as pessoas.” Lembrei-me do ministro Joaquim Barbosa no mensalão: “V. Excia. quando se dirige a mim não está falando com seus capangas do Mato Grosso, ministro Gilmar. O senhor me respeite!”

4-Uber: falta pouco para ser oficial

A Câmara dos Deputados aprovou a regulamentação do transporte por aplicativos tipo Uber e só falta agora a sanção presidencial para virar lei. Os deputados derrubaram a decisão do Senado, que havia vedado o direito de regulamentação por municípios e Distrito Federal e mantiveram a alteração feita pelo Senado que desobriga o motorista de autorização específica do poder público para operar.

Outra alteração é a desobrigação da placa vermelha. E mais, os motoristas devem ter certidão negativa de antecedentes criminais, ser contribuinte individual no INSS, portador de carta categoria B ou superior e que tenha informação de que ele exerce atividade remunerada. Tradução: se aprovada a lei caberá aos municípios a regulamentação e fiscalização dos serviços. 

5-A “carta branca” de Jungman

Correndo contra o tempo e criando estruturas que nunca existiram, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, está como se diz, trocando o pneu com o carro em movimento.

Ontem, deu início às primeiras reuniões com a equipe e enumerou as ações iniciais para combater o crime organizado no país. Como primeiras medidas estão o aumento do quadro de pessoal da PF e PRF, reforço na fiscalização nas rodovias e fronteiras, policiamento nas ruas, combate à corrupção, além da criação e concessão de presídios em parceria privada. R$2,7 bilhões é o orçamento do ministro e que segundo o Planejamento não será contingenciado. Se a carta não amarelar...

6-Uma ideia jerical

Collor quer ser presidente do Brasil efazer as mudanças que o país precisa. "A diferença é que sei como fazer. As pessoas querem um candidato que nunca administrou nada ou um que sabe e já mostrou como se faz no Executivo? Quero oferecer minha capacidade de trabalho acumulada nesses anos de vida e minha total dedicação à causa pública, e minhas ideias consagradas nas urnas em 1989 e, ao que parece, continuam atuais".

Collor está na mira do Moro. Aí lembrei do PC Farias, da Casa da Dinda, da Elba, da Rosane, do Leopoldo, do impeachment... Vou não. Tô fora...

[email protected]
Facebook Leo LadeiaII

Fonte: Leo Ladeia/NewsRondônia

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias