Quinta-Feira, 22 de Fevereiro de 2018 - 09:30 (Polícia)

12
Não recomendado para menores de 12 anos

MEMBROS DE QUADRILHA SÃO PRESOS COM ARMAS E EXPLOSIVOS QUE USARIAM EM ATAQUE À FACÇÃO RIVAL

Com os suspeitos, os policiais encontraram armas munições além de explosivos, em uma residência que fica na Rua Urânio, bairro Planalto, área leste da capital.


Imprimir página

Porto Velho, RO - A polícia Militar prendeu, na noite da última quarta-feira (21), cinco indivíduos suspeitos de integrarem quadrilha criminosa em Porto Velho. Com os suspeitos, os policiais encontraram armas munições além de explosivos, em uma residência que fica na Rua Urânio, bairro Planalto, área leste da capital.

Chegou ao conhecimento dos policiais que em um veículo modelo Monza, de cor escura, estavam quatro pessoas membros de uma facção criminosa e que estariam armados. Os policiais passaram a diligenciar pela região e próximo à residência supracitada localizaram o veículo e abordaram Daniel da Silva Mota, 20 anos. Durante busca pessoal os policiais encontraram seis munições de revólver calibre 38.

Aos policiais o suspeito informou que na residência haveria mais armas e outros produtos ilícitos, além de pessoas envolvidas na facção. Foi pedido apoio de uma equipe da companhia de operações especiais (COE). Ao entrar na residência, os policiais prenderam Cryslane Ferreira de Almeida, 23 anos e Israel Araujo Chagas, 37 anos, que estava foragido da justiça e armado com um revólver cal. 38 com seis munições intactas. Ricardo Araujo Cruz, 27 anos também estava portando um revólver cal. 38 com seis munições. Irineuza Alves de Oliveira, 30 anos teria alugado o imóvel especialmente para fins ilícitos e acabou sendo presa. Na bolsa de uma das mulheres foram encontradas 11 munições de revólver.

Durante buscas pelo imóvel, os policiais encontraram em um dos quartos aproximadamente três quilos de emulsão de explosivos. Foi acionada a equipe do grupo de ações táticas especiais (Gate) para que fizesse a remoção do material com segurança.

Os criminosos informaram aos policiais que os explosivos seriam utilizados para a fabricação de quatro bombas com pregos, que seriam usados contra membros da facção criminosa Primeiro Comando da capital (PCC), seus rivais. Aos policiais, os presos informaram pertencer a facção criminosa “Crime Popular” e que pretendiam realizar o ataque contra facção rival na noite desta quarta-feira, mas tiveram seus planos frustrados pela ação da polícia militar.

Todos receberam voz de prisão e foram levados pra a central de flagrantes.

Com informações Jhon Silva - RedeTV

Fonte: 012 - NewsRondonia com informações - Jhon Silva

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias