Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018 - 11:17 (Política)

L
LIVRE

DEPUTADO LÉO MORAES SE PRONUNCIA SOBRE DESATIVAÇÃO DO TERMINAL DE ÔNIBUS

Parlamentar enfatiza o descaso aos usuários do transporte público da capital


Imprimir página

Esta semana a Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) desativou o terminal de integração de transporte urbano da capital, localizado na rua Euclides da Cunha. Com isso, as linhas que passavam pelo local realizam paradas na avenida Sete de Setembro.

Para o deputado Léo Moraes (PTB), apesar de a mudança diminuir o tempo de viagem das linhas em até 10 minutos, os usuários do transporte coletivo continuam sofrendo com outros descasos.

Segundo o parlamentar, o terminal precisa de reformas para levar mais conforto e segurança aos mais de 60 mil usuários do transporte coletivo, no entanto, é preciso dar mais estrutura aos passageiros que sofrem com ônibus sucateados, passagens absurdas, pontos sem cobertura e, terminais feitos no improviso.

“Enquanto isso, Estados vizinhos se modernizam, investem em um transporte público de qualidade e em Porto Velho a palhaçada continua. Até quando” questionou Léo.

Desde o início de sua vida pública, o deputado discute sobre este assunto. Quando vereador, Léo foi autor do pedido da abertura de uma CPI para levantar informações sobre a precariedade no transporte coletivo, porém a Câmara Municipal arquivou. O parlamentar também fez denúncias ao Tribunal de Contas e Ministério Público para melhorias do transporte público.

Moraes diz que a sociedade precisa de respostas com urgência e de pessoas comprometidas em oferecer um serviço de transporte de qualidade. “Não estamos aqui criticando a toa. O que queremos é cuidar da nossa Porto Velho, independentemente de partido, pensamentos ou divergências políticas” enfatizou.

O parlamentar concluiu afirmando que continuará lutando para que “os portovelhenses tenham, não só um transporte coletivo digno, como também melhorias em outras áreas como saúde, educação e segurança que são de direitos da população.”

Fonte: 012 - assessoria

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias