Sabado, 17 de Fevereiro de 2018 - 11:38 (Polícia)

16
Não recomendado para menores de 16 anos

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA ESTUPRO COLETIVO CONTRA DIARISTA NA FRENTE DO MARIDO

Além de estuprar a diarista, os bandidos roubaram alimentos, remédios e um botijão de gás do casal em carpina.


Imprimir página

A delegada da Polícia Civil de Pernambuco, Bárbara Fort, está à frente das investigações do caso de estupro coletivo contra uma diarista de 40 anos, em Carpina, na Mata Norte do estado. De acordo com a vítima, o crime aconteceu por vota das 22h da noite do sábado de Carnaval, quando o marido foi abordado por dois homens enquanto fumava na frente de casa.

Os suspeitos estavam armados com facão e pediram o celular e dinheiro, mas como o marido não tinha, eles entraram na residência do casal, espancaram o homem e foram para o quarto da mulher onde a estupraram na frente do esposo.

A vítima passou por exames de corpo de delito no Instituto de Medicina LEGAL do Recife (IML), na manhã desta sexta-feira (16). A diarista afirmou que tentou sair da situação, mas os suspeitos puxavam os cabelos delas e apertavam os braços. Ela disse ainda que não poderia gritar porque temia pela vida do esposo.

ESTUPRO E ROUBO

Além de estuprar a diarista, os bandidos roubaram alimentos, remédios e um botijão de gás do casal. Com a cena de horror que passou, a diarista, gora, passa o dia trancada convivendo com medo de sair para rua e sem condições de trabalhar.

Fonte: 012 - radio jornal

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias