Terça-Feira, 06 de Fevereiro de 2018 - 11:40 (Polícia)

18
Não recomendado para menores de 18 anos

TRÊS INTEGRANTES DO COMANDO VERMELHO MORREM EM CONFRONTO COM A ROTAM - VÍDEO

Trio estava armado com três pistolas e agia a mando de criminosos que estão presos. Grupo teria executado, somente nos últimos dois meses, sete pessoas na região metropolitana de Goiânia.


Imprimir página

Três integrantes do Comando Vermelho suspeitos de tráfico de drogas, roubos de veículos, e de cometer pelo menos sete assassinados nos últimos 60 dias em Goiânia, foram mortos durante troca de tiros com militares da Rotam neste domingo (4), em uma residência no Setor Buena Vista. Durante a ação, outros três suspeitos de integrar a quadrilha, incluindo duas mulheres, também foram presos.

A Rotam chegou aos três suspeitos depois de abordar, na GO-070, no Residencial Morumbi, Gabrielen Carvalho de Araújo, de 19 anos, e Matheus da Silva, de 18 anos, que estavam em um Corolla roubado. Para os militares, eles contaram que levariam o carro para Walerson Fonsega dos Reis Oliveira, de 23 anos, o “Maranhão”, e relataram que o veículo seria usado em uma execução prevista para acontecer na noite de ontem.

Em vídeo encontrado no celular dos suspeitos, eles ostentam armas em um carro de luxo.

Ao chegarem no imóvel onde Maranhão estaria residindo, os policiais foram recebidos a tiros, ocasião em que revidaram e mataram, além dele, Erick Renninstawber Urbano Vieira, de 24 anos, o “loirim”, e Marrony Oalhano Bezerra, de 23 anos, ambos foragidos da justiça. Todos eles, segundo a Rotam, já possuem mais de cinco passagens criminais por roubo, receptação, tráfico de drogas e homicídio.

“O que nós conseguimos apurar através do Serviço de Inteligência é que eles agiam a mando de dois presos que cumprem pena por tráfico de drogas na Penitenciária Odenir Guimarães, e que seriam ligados à Facção Criminosa carioca Comando Vermelho. Nas filmagens de um homicídio ocorrido no início deste ano em uma garagem no Setor Sudoeste, inclusive, dá para identificar perfeitamente que o Maranhão é um dos três criminosos que descem do carro e executam um rival”, relatou o major Daniel Aleixo, comandante da Rotam.

Os três mortos ontem, ainda de acordo com o oficial da PM, seriam responsáveis por um triplo homicídio ocorrido no último dia 22 de dezembro em Goianira, por outro assassinato em 28 de dezembro na Vila Canaã, pela execução do funcionário de uma garagem no Setor Sudoeste no dia 9 de janeiro, por mais um assassinato praticado em Goiânia no dia 29 de janeiro, e pela morte do dono de um Pit Dog ocorrida na noite do último sábado (3), no Setor Nova Esperança. Neste último crime, a esposa da vítima também foi baleada, mas não corre risco de morte. “Não temos dúvidas de que a partir de agora a Polícia Civil irá descobrir outros assassinatos cometidos por estes criminosos”, concluiu o comandante da Rotam.

Além do casal que estava no carro, a Rotam prendeu ainda, perto da casa onde houve o confronto, Jennifer Ferraz Barreto, de 19 anos, que também é suspeita de integrar a quadrilha. Com os três mortos, os policiais apreenderam três pistolas de uso restrito, sendo duas importadas da marca Glock, e outra que tem o timbre da Polícia Civil de Goiás. As armas da quadrilha estariam sendo trazidas do Paraguai por um criminoso já identificado pela PM, conhecido pelo apelido de “Paulista”.

Fonte: 012 - emaisgoias

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias